Mostrando postagens com marcador projeto rio de janeiro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador projeto rio de janeiro. Mostrar todas as postagens

sábado, 7 de março de 2015

Rio 450 anos por eles, meus alunos do 8º ano.

Em uma agradável atividade comemorativa dos 450 anos da nossa cidade maravilhosa... fizemos um trabalho bem legal com colagens e pinturas a partir da Logo criada para comemorar o aniversário da Cidade do Rio de Janeiro.
Então, gostaram?
Comentem.

Prof. Tati Simões













quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Projeto Rio 450 anos

Este ano, a minha linda cidade maravilhosa comemora 450 anos de fundação. Conversando com meus alunos do fundamental II, me perguntaram quando é o aniversário da cidade... mas o aniversário "de verdade"? Então... nem eu soube dizer por que há duas datas que se homenageia a cidade. Uma em Janeiro a outra em Março. Fui pesquisar e resolvi compartilhar com vocês essa descoberta.

Aniversário da Cidade 1º de março ou 20 de janeiro? - Muitos ficam indecisos entre as duas datas. Por isso, inúmeras vezes se tem comemorado o aniversário do Rio de Janeiro no dia do santo padroeiro. Para afastar quaisquer dúvidas, fica aqui registrado sucintamente o episódio de fundação da cidade. Em 1555, os franceses invadiram o Rio de Janeiro pretendendo aqui fundar uma colônia. Em 1564, os portugueses resolveram, enfim, organizar uma expedição para expulsá-los e fundar uma cidade fortificada com o objetivo de impedir para sempre outras investidas. Estácio de Sá, sobrinho do governador Mem de Sá, chegou em terras cariocas no dia 28 de fevereiro com alguns navios e soldados, desembarcando na praia entre o morro Cara de Cão e o Pão de Açúcar. No dia seguinte, 1º de março de 1565, fundou oficialmente a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, em homenagem ao rei menino de Portugal e escolheu o santo de mesmo nome para padroeiro, a quem se presta homenagem no dia 20 de janeiro. A lenda diz que o mordomo encarregado de cuidar da capela do santo foi atacado por índios. Invocou seu nome e imediatamente chegaram reforços. Em uma das canoas um moço louro lutou bravamente, desaparecendo depois de finda a batalha. Foi identificado como sendo o santo padroeiro que lutara em defesa de sua cidade.



Agora, com tudo explicadinho, vamos ao projeto?
A ideia é entregar a logo de comemoração do aniversário da cidade e pedir que os alunos criem algo que represente a alma carioca.







Abaixo seguem algumas sugestões para mostrar aos seus alunos e servir de inspiração.

















Gostou? compartilhe, divulgue o blog, faça parte dele, comente...

Sua participação é muito importante!


quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Projeto Rio de Janeiro

Rio de Janeiro, cidade brasileira que é uma verdadeira obra de arte


                No dia 1º de Janeiro de 1502, navegadores portugueses avistaram a Baía de Guanabara. Acreditando que se tratava da foz de um grande rio, deram-lhe o nome de Rio de Janeiro, dando origem ao nome da cidade. O município em si foi fundado em 1565 por Estácio de Sá, com o nome de São Sebastião do Rio de Janeiro, em homenagem ao então rei de Portugal, D. Sebastião.
            
                É a cidade brasileira mais conhecida no mundo e funciona como um espelho, um retrato do Brasil, seja positiva ou negativamente. Ela atrai, há décadas, turistas de todo o mundo e não perde o status que conquistou de Cidade Maravilhosa. O Pão de Açúcar e o Cristo Redentor, lugares que fazem do Rio um grande pólo turístico, dividem atenções com as belas praias e até mesmo com as favelas nos morros, que também são uma atração para os estrangeiros que visitam a cidade. 
                No Carnaval, a invasão dos turistas é ainda maior. As imagens do tradicional desfile das escolas de samba são transmitidas para todo o planeta. Sua orla é uma das mais conhecidas do mundo, com praias como Copacabana e Ipanema, imortalizadas nas letras das músicas de Vinícius de Morais, Tom Jobim e Gilberto Gil, entre outros amantes do sol carioca. 
               O Rio foi a capital do Brasil até a construção de Brasília, concluída em 1960, e ainda hoje, mantém aspectos coloniais na arquitetura da cidade. Os morros, tomados pela favela, mostram outra paisagem, que consegue viver harmoniosamente nesse cenário contrastante.




Cristo Redentor, uma das sete maravilhas do mundo


Em 1921 foram feitos os primeiros esboços pelo pintor Carlos Oswaldo, que o imaginou carregando uma cruz com um globo terrestre nas mãos.  Mas foi a população carioca que optou pela forma da imagem que hoje conhecemos, o Cristo Redentor com os braços abertos.

              O projeto foi desenvolvido pelo engenheiro Heitor da Silva Costa e levou quase 5 anos para ser concluído. Houve ajuda do escultor polonês Paul Landowski, uma vez que a confecção dessa obra no Brasil na época não era possível.

              Foram estudados vários materiais para o revestimento da estátua, mas foi escolhida a pedra sabão, o mesmo material usado por Aleijadinho nas suas obras. Foi inaugurada em 12 de outubro de 1931. 

              A estátua está localizada no cume do Morro do Corcovado, 710 m acima do nível do mar, ela tem 30 metros de altura e 30 metros de distância entre os dedos. Pesa 1.145 toneladas e foi montada sobre uma base (pedestal) de 8 metros de altura. As escadas rolantes e os elevadores são de 2003.

              A expressão suave do rosto de Cristo, a túnica e o manto largamente tratados e estilizados iriam emprestar à estátua uma expressão de imponente serenidade.

              Em 2007, 21 monumentos concorreram para as “7 Maravilhas do Mundo”. Para constar na lista, as “maravilhas” precisavam ser feitas pelo homem, concluídas até 2000 e se encontrar em bom estado de conservação. O “Cristo Redentor”  ganhou como uma das sete maravilhas do mundo. Segue abaixo as sete maravilhas:
           1º - Cristo Redentor – Rio de Janeiro
           2º - Muralha de pedra – China
  3º - Ruínas de Petra (cidade toda construída de pedra) – Jordânia
  4º - Machu Picchu – Cusco no Peru
  5º - Chichen Itzá – Yucatan – México
  6º - Coliseu – Roma – Itália
  7º - Taj Mahal – Agra – Índia



Rio de Janeiro retratado por artistas brasileiros



Rio de Janeiro – Aldemir Martins




Rio de Janeiro – Humberto Freitas




Rio de Janeiro – Gerson Vieira




Pão de Açúcar – João Barcelos




Diversão no Rio de Janeiro – Sinésio Brandão




Favela com o Cristo Redentor – Vanessa Lima



Objetivos: 

Reconhecer a cidade do Rio de Janeiro como uma das cidades mais belas do Brasil, assim como seus pontos turísticos.
Conhecer obras de vários artistas que retrataram o Rio de Janeiro.
Expressar-se de forma criativa, com diferentes técnicas e materiais, retratando os pontos turísticos ou as músicas do Rio de Janeiro.


Encaminhamento do trabalho:

Fale para os alunos sobre o descobrimento do Brasil e da Baía da Guanabara que recebeu o nome de Rio de Janeiro.
Converse sobre a importância do Rio de Janeiro enquanto capital do Brasil até 1960 quando nasceu Brasília.
Fale sobre as favelas do Rio de Janeiro, para isso, mostre as obras “O mamoeiro” e “Estrada de Ferro Central do Brasil” de Tarsila do Amaral que mostra o início da ocupação dos morros do RJ no início do século passado. 
Sugira que pesquisem as músicas que foram inspiradas no Rio de Janeiro: Garota de Ipanema, Carioca, Aquele abraço e outras.
Peça às crianças uma pesquisa sobre os pontos turísticos do Rio de Janeiro.
Conversem sobre o Cristo Redentor ter sido escolhido com uma das sete maravilhas do mundo.
 Proponha que, com diferentes materiais e técnicas façam atividades que mostrem os pontos turísticos da cidade maravilhosa e as músicas que falam do RJ.


Técnicas trabalhadas:

Atividade 01 – Cristo Redentor – (sucata e papelagem) - montagem tridimensional com sucata + pintura com Tinta Acrílica ou Guache
Atividade 02 – Cristo Redentor – pintura em lixa de madeira – Giz de cera triangular
Atividade 03 - Sacola – Personalização com música – Pintura com Canetas Acrilpen.
Atividade 04 - Cristo Redentor – Pintura em camiseta com Tinta Acripuff
Atividade 05 - Cristo Redentor / Pão de Açúcar – Pintura em pratinho plástico – Tinta Acrylic Colors + Crystal cola
Atividade 06 – Cristo Redentor – Modelagem com Papel Mache + Pintura
Atividade 07 – Cristo Redentor – Montagem com sucata


Conteúdos trabalhados:

História – História do descobrimento da cidade, a cidade como capital do país, pontos turísticos.
Artes – Tarsila do Amaral, pintora que registrou através da pintura o início da ocupação dos morros no Rio de  Janeiro e vários artistas que retrataram a cidade.
           - Linhas, formas, cores, bi e tridimensão, contraste, textura, sobreposição, harmonia e outros.



01 - Cristo Redentor – (sucata e papelagem)

Material: sucata (2 cx de creme dental e jornal), palito de churrasco, cola branca, cartolina, tesoura, base acrílica para artesanato branca e  tinta acrílica ou guache.

Modo de fazer:
a) Cole duas caixas de creme dental em formato de T.
b) Cole jornal amassado nas laterais para dar o formato do cristo.
c)Em uma das pontas de um palito de churrasco, envolva jornal e faça a cabeça do cristo. Espete o palito por dentro das caixas, pela parte central.
d) Coloque camadas de jornal com cola branca sobre todo o trabalho.
e) Corte um círculo de jornal, de aproximadamente 20 cm de diâmetro e coloque sobre a cabeça do cristo (manto).
f) Com cartolina dupla, faça as mãos do cristo e cole uma de cada lado.
g) Passe uma camada de base acrílica para artesanato ou tinta látex branca em todo o trabalho. Com tinta acrílica pinte o seu trabalho.
h) Para expor o trabalho, faça um fundo (céu), com papel ou TNT e um morro com isopor. Forre com papel verde. Espete o Cristo no morro.

Sugestão: Peça às crianças que, em grupos, criem seus Cristos com outros tipos de sucata


  
  




02 - Cristo Redentor – pintura em lixa de madeira

Material: lixa de madeira e Giz de cera triangular.

Modo de fazer:
a) Desenhe o Cristo Redentor sobre a lixa de madeira e pinte com giz de cera triangular branco.




03 – Sacola – Personalização com música

Material: sacola de lona e Canetas Acrilpen de várias cores.

Modo de fazer:
a) Pesquise as músicas que falam do Rio de Janeiro. 
b) Escolha uma delas e escreva com Canetas Acrilpen de várias cores sobre a sacola de lona.





04 - Cristo Redentor – Pintura em camiseta com Tinta Acripuff

Material: Camiseta, Tinta Acripuff, jornal e ferro elétrico ou secador.

Modo de fazer:
a) Coloque jornal por dentro da camiseta. 
b) Com Tinta Acripuff faça o desenho do Cristo Redentor ou de qualquer outro ponto turístico do Rio de Janeiro. Espere secar bem.
c) Coloque uma toalha sobre a tábua de passar roupas e, com a camiseta do avesso, passe o ferro quente até perceber que a Tinta Acripuff se expandiu.





05 - Cristo Redentor / Pão de Açúcar – Pintura em pratinho plástico

Material: pratinho plástico, pincel, Tinta Acrílica Acrylic Colors ou Primer e tinta Acrílica PVA, Crystal cola Brilliant preta e branca.

Modo de fazer:
a) Pinte o pratinho plástico com tinta amarela e laranja Acrylic Colors. Você poderá fazer com Tinta Acrílica PVA, mas para isso passe uma camada de Primer, espere secar e passe a Tinta PVA amarela e laranja.
b) Escolha um dos pontos turísticos do Rio de Janeiro e, com Crystal Cola Brilliant preta e branca, desenhe sobre o pratinho pintado.





06 - Cristo Redentor – Papel Machê + Tinta Acrílica

Material: Papel Machê, Primer, Tinta Acrílica PVA ou Acrylic Colors e pincel.

Modo de fazer:
a) Faça a massa do Papel Mache de acordo com as instruções da embalagem.
b) Modele o Cristo Redentor, Arcos da Lapa ou Pão de Açúcar. Espere secar.
c) Passe uma demão de Primer.
d) Pinte com Tinta Acrílica PVA ou Acrylic Colors.
e) Cole sobre um pedestal (caixinha pintada).




07 - Cristo Redentor com sucata

Material: varetas de sombrinha, arame fino e alicate.

Modo de fazer:
a) Faça um esboço sobre uma folha de sulfite ou cartolina do que você quer retratar, Cristo Redentor, por exemplo.
b) Corte as varetas de uma sombrinha inutilizada com o alicate. Coloque por dentro de cada vareta um pedaço de arame.
c) Monte o Cristo Redentor. 
d) Espete-o sobre um morro feito de argila ou isopor.

Sugestão: Poderão ser utilizados outros tipos de materiais como rolinhos de jornal, palitos de churrasco, arame grosso, galhos finos de árvore, bambu, etc. 
Aproveite uma reunião de pais para expor os trabalhos feitos com os diferentes materiais pelos alunos.