Mostrando postagens com marcador Ed. Infantil. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ed. Infantil. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Formas Geométricas na Ed. Infantil - parte II

Achei este projeto bem interessante, vim compartilhar com vocês colegas educadoras.


Brincando e aprendendo com Cores e Formas Geométricas.


PROJETO.
1- IDENTIFICAÇÃO:
Por Maria nelci Fernandes e Noeli toigo
Escola Municipal Santa Clara.
SÉRIE: Maternal II
IDADE: 3 e 4 anos.
2- TEMA:  
  Brincando e aprendendo com Cores e Formas Geométricas.
3- CONTEÚDOS:
  3.1- Linguagem oral e escrita: identificando o nome no crachá, reconhecendo os códigos das letras para  escrever, relacionar os nomes com os dos colegas chamando a atenção para as letras que compõem cada nome suas semelhanças e diferenças.
   3.2-  Natureza e sociedade: exploração do ambiente tanto interno como externo dando ênfase para as cores e formas da natureza e construídas pelo homem, estimulando a curiosidade e o interesse dos alunos.
  3.3-  Artes: recorte, pintura e colagem,brincadeira da amarelinha para o desenvolvimento  da coordenação motora fina.
 3.4-  Matemática: jogo dos blocos, com a identificação de cada forma geométrica.
3.5- Música e movimento: percepção e interpretação de variados sons, expressão corporal e desenvolvimento da coordenação motora ampla.
4- JUSTIFICATIVA:
            Fazer a exploração e identificação de propriedades geométricas de  objetos e figuras como formas e tipos de contornos faces planas, lados retos por isso a importância das cores e formas geométricas já na Educação Infantil, fazendo parte do currículo escolar dentro do conteúdo de matemática. Este conteúdo faz parte do nosso dia-a-dia por isso é tão importante ensinarmos aos nossos pequenos. Quando trabalhamos cores estamos também ensinando a criança a classificar.
            O ato de aprendermos a classificar a partir das cores faz com que a criança perceba no mundo e na natureza os pequenos detalhes da beleza da vida. Nesta fase, é importante propiciar à criança a visualização, exploração,  o contato e manuseio de diversos objetos que compõem o universo das cores e formas, possibilitando identifica-las no seu meio social.
            No fazer musical, requer a concentração e o envolvimento com as atividades, isso deve estar presente durante todo o processo educativo, e no fazer artístico sempre explorar a expressão, a comunicação, assim propiciando o desenvolvimento de criação pessoal de cada criança.
             A linguagem oral e escrita está presente em todas as instituições de educação infantil, assim expressam sentimentos e idéias, são questões de ordem conceitual, processo de construção do conhecimento por meio da prática como o uso da linguagem para transforma-la em escrita, fazer com que as crianças tenham a compreensão da relação entre os fenômenos naturais e a vida humana. 
           
5- OBJETIVOS:
5.1- OBJETIVO GERAL:
        Desenvolver no aluno a percepção o reconhecimento das cores e formas geométricas  explorando e identificando-as em seu meio.

5.2- OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
        Reconhecer a existência de diferentes formas, (ler) e interpretar.
        Conhecer e nomear cores e formas.
          Desenvolver habilidades de percepções visuais e táteis.
          Estabelecer relações entre cores e formas geométricas no seu dia-dia.
          Reconhecer a importância de saber diferenciar as formas  motivando sua aprendizagem.
           Explicar a origem das cores.
           Identificar as cores e suas formas na natureza.

6- FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA:
            O pensamento geométrico vem para compreender as relações e representações de espaço que as crianças desenvolvem, desde muito pequenas, iniciando pela exploração sensorial dos objetos, das ações e deslocamentos que realizam no meio ambiente. A partir da exploração do seu redor e por meio da percepção descobrem profundidades, analisam objetos, formas, dimensões, organizam mentalmente seus deslocamentos podendo representa-los por meio de desenhos. Com a contribuição do adulto, as interações entre a criança, jogos e as brincadeiras podem  proporcionar a exploração espacial em três perspectivas: as relações espaciais contidas nos objetos, as relações espaciais entre os objetos e as relações espaciais nos deslocamentos.
            As relações espaciais de deslocamentos podem ser  trabalhadas a partir da observação dos pontos de referências que as crianças adotam, a sua noção de distância, de tempo.
             Com isso vimos que é preciso compreender o homem não só em  seu crescimento, mas também em seu desenvolvimento mental, social, motor, físico e emocional, ou seja, o biológico deve sempre interagir  com o social e o psicológico.
            Muitos autores enfatizam a importância do estímulo, de brincar do manusear  os objetos em todo processo de ensino aprendizagem da criança e das suas capacidades que consiste na observação e manuseio direto ou indireto das coisas, para o registro na mente da criança. Os indivíduos desenvolvem-se intelectualmente a partir de exercícios e estímulos oferecidos pelo meio que o cerca, então a inteligência humana pode ser exercitada buscando um aperfeiçoamento de potencialidades.
             Segundo Jean Piaget, desde  o nascimento a criança resolve os seus problemas através da percepção e dos movimentos, percebe o ambiente e age  sobre o mesmo, na sua teoria o desenvolvimento infantil que é uma interação entre sujeito, o meio e o objeto do conhecimento é resultado das experiências estimuladas através da percepção que é a fase inicial do desenvolvimento, ou a fase sensório-motora que a partir desse primeiro contato, os outros estágios da construção do conhecimento são estruturados sempre com o auxílio do meio externo, como  a família a escola e o meio social.
             A melhor maneira de incentivar a aquisição desse auto-conhecimento é estimular desde cedo o manuseio dos objetos, o que pode ser realizado dentro da educação infantil por meio de atividades lúdicas, buscando sempre a formação do ser humano e, tratamos dos recursos didáticos e do trabalho pedagógico como ferramentas fundamentais no auxílio para alcançar o desenvolvimento com êxito na educação infantil e assim, auxiliar no processo de aquisição de conhecimento, da identificação das cores, das formas geométricas, respeitando a evolução natural da criança.
             Em vez de impedi-las de  brincar, o ideal é apresentar materiais que incentivem brincadeiras diversas e enriqueçam o processo de ensino-aprendizagem, brincadeiras que reforcem ludicamente o conhecimento adquirido. Todas estas atividades como auxilio no trabalho do professor de educação infantil e a participação da família devem alicerçar a formação da criança em sua totalidade, para que ela alcance êxito no decorrer do seu desenvolvimento.
7  METODOLOGIA:
1º dia segunda feira:
            Organizar as crianças em rodinha de forma que todos possam olhar-se e interagir, pois nesse momento o professor vai fazer a distribuição dos crachás, trabalhando sua forma e destacando suas cores, e assim chamando cada um pelo nome. O professor dá ênfase às diferenças das cores e a forma de escrita de cada nome. Perguntar a cor preferida de cada criança, trabalhando com o lúdico (a cor da roupa da criança).
            Produção de fantoches das formas geométricas no palito de picolé, contação de história, brincadeira do elefante colorido.         
2ºdia terça feira:
            Nesse momento o professor retoma as cores e formas fazendo ligação com objetos da sala de aula, objetivando que a criança identifique os nomes da formas geométricas, chamar a atenção da criança para a forma da sala de aula, das janelas. Apresentar os blocos lógicos e valorizar sua cor primária, e permitir que manuseiem, propor perguntas para despertar sua observação.
Atividade de pintura e tracejado do palhacinho e brincadeira de esconde esconde diferente com as formas geométricas.
3º dia quarta feira:
            Fazer um passeio destacando as cores e formas da natureza, frisando como todos os seres vivos precisam preservar a natureza para o bem de todos. Após o passeio o professor deve ressaltar as cores e formas que foram vistas. Fazer perguntas mostrando formas:
            Que formas conhecemos?
            Onde estas formas são encontradas?
            Quais cores conhecemos?
            Produzir um castelinho com recortes de formas geométricas de diferentes cores, realizar a brincadeira do quero ver quem fica.
4º dia quinta feira:
            Realizar a atividade de pintura do caracol dar ênfase ás cores que serão utilizadas nessa atividade, ouvir a música Arco Ìris da (Xuxa), registrar com guache as cores questionando o que mais chamou a atenção da criança na música.
            Falar com as crianças sobre o arco Iris, se sabem o que é? Alguém já viu um? Quais as suas cores?          
                Brincar de amarelinha, o professor deve chamar a atenção desenhando no chão os retângulos da amarelinha e ensinando todos a pular, com isso proporcionando o desenvolvimento dos movimentos (coordenação motora) e fazendo todos visualizarem e identificar os retângulos.
5º dia sexta feira:
            Ouvir a música “AQUERELA” registrar, usando lápis de cor para colorir, criar desenhos a partir da música..
            Confeccionar com os alunos instrumentos de diferentes formas, e fazer associação do silêncio e do ritmo, fazendo com que as crianças percebam os diferentes sons por eles feitos.
            Realizar a brincadeira do jogo dos quatro cantos.
            8- AVALIAÇÃO:
            Será feita a avaliação ao decorrer da semana, observando o desenvolvimento e a interação de cada criança, como vem participando, seu interesse , criatividade individual, a cooperação, a socialização com o meio. Os resultados obtidos com a avaliação serão registrados nos pareceres dos alunos e entregues aos pais ao fim do bimestre.