Mostrando postagens com marcador Datas comemorativas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Datas comemorativas. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Projeto Folclore - Acrilex

Datas Comemorativas - Folclore

O Folclore é a ciência das tradições e usos populares, constituído pelos costumes de um povo, transmitidos de geração em geração.  Todos os povos possuem suas histórias, crendices e superstições, que são passadas através de lendas, contos, provérbios, canções, danças, artesanato, jogos, religiosidade, brincadeiras infantis, mitos, idiomas e dialetos característicos, adivinhações, festas e outras atividades culturais que nasceram e se desenvolveram com o povo.



A UNESCO declara que folclore é sinônimo de cultura popular e representa a identidade social de uma comunidade através de suas criações culturais, coletivas ou individuais, e é também uma parte essencial da cultura de cada nação. 


O folclore brasileiro, segundo o Capítulo I da Carta do Folclore Brasileiro, é sinônimo de cultura popular brasileira, e representa a identidade social da comunidade através de suas criações culturais, coletivas ou individuais; é também uma parte essencial da cultura do Brasil em seu todo. 
Seu estudo sistemático, porém, iniciou somente em meados do século XIX, e levou mais de cem anos para se consolidar no país. 
A partir da década de 1970 o folclorismo nacional definitivamente se institucionalizou e recebeu conformação conceitual sólida.

Sendo composto por contribuições as mais variadas - com destaque para a portuguesa, a negra e a indígena - e tendo raízes imemoriais, o folclore do Brasil é rico e diversificado, sendo hoje objeto de intensificados estudos, recebendo larga divulgação, constituindo além disso,  elemento importante da própria economia do Brasil pela produção e comércio de bens associados e o turismo cultural que fomenta.

Características para se determinar se um acontecimento é folclórico:
a) Tradicionalidade – É transmitido de geração para geração.
b) Oralidade – É transmitido pela palavra falada.
c) Anonimato – Não tem autoria.
d) Funcionalidade – Existe uma razão para o fato acontecer.
e) Aceitação coletiva – Há uma identificação de todos com o fato.
f) Espontaneidade – Não pode ser oficial nem institucionalizado. 

O folclore de cada país é composto das suas músicas, danças, festas, linguagem, usos e costumes, brinquedos e brincadeiras, lendas, mitos e contos, crenças e superstições, arte e artesanato.

Sugestão de atividades - Folclore

Todas as atividades abaixo foram criadas pela prof. Francine Souto do Colégio Cavlac de São Miguel Paulista – SP.

1) Jogo da velha 
Materiais:  EVA de várias cores, Cola p/ EVA e Isopor Acrilex, Marcador permanente, olhos móveis e tesoura. 

Modo de fazer :
a) Recorte um quadrado no EVA preto. Recorte outro quadrado um pouco menor que o primeiro em EVA colorido e cole sobre o preto com a cola de EVA.
b) Recorte outros nove quadrados menores e cole sobre a base.
c) Faça cinco sacis ou cinco bois ou cinco sereias ou outros personagens do folclore que quiser. Cole os olhos móveis. Faça os detalhes com os marcadores permanentes.
d) Divida as peças entre as crianças e deixe-os iniciar a brincadeira. 



2) Dedoches

Materiais:  EVA (várias cores), Cola para EVA, Crystal cola, tesoura, olhos móveis e Marcador permanente.

Modo de fazer :
a) Para cada dedoche, corte duas vezes o formato de um dedo. Cole toda a volta, deixando a parte inferior aberta.
b) Sereia - cole a cabeça, braços, colar, coroa e cauda sobre o dedoche, utilize a cola de EVA.
c) Mula sem cabeça, Índia, Saci, Boi e Curupira – Faça os detalhes observando as imagens. Faça texturas com Crystal cola e Marcador permanente. 




3) Ponteiras de lápis

Materiais:  Massinhas Soft (várias cores), Tinta Acrílica, pincel, lápis, Crystal cola, cola branca, Marcador permanente preto e vermelho, borrachinha transparente para encaixar o lápis.
Modo de fazer :
a) Faça uma bolinha (carinha do personagem) com massinha Soft. Faça os complementos com massinhas de outras cores. 
b) Introduza na parte inferior um pedaço de borrachinha transparente para encaixar o lápis. Espere secar. Ficará cristalizada. Pinte.
c) Pinte os olhinhos com tinta acrílica ou cole olhinhos móveis.  Faça os detalhes com Marcador permanente.
d) Cole os detalhes com cola branca. Finalize com Crystal cola.




4) Vitória Régia

Materiais: tampa de pizza, Eva de várias cores, Cola de EVA, Marcador permanente preto e vermelho, Crystal cola, Tinta PVA, olhos móveis, tesoura e marabu.

Modo de fazer :
a) Faça a índia com EVA. Cole a cabeça sobre o tronco, os braços nas laterais e as pernas na parte inferior. Cole o olhos móveis. Faça os detalhes com Marcador permanente. Cole o marabu no brinco e cabeça.
b) Faça uma flor (vitória régia) e cole nas mãos da índia.
c) Pinte a tampa de pizza com a tinta PVA verde. Faça detalhes com a Crystal cola.
d) Cole a índia com a vitória régia nas mãos no centro da tampa de pizza.



5) Saci na garrafa
Materiais:  Garrafa PET, EVA de várias cores, fita 0,5 cm de largura), Cola p/ EVA e Isopor, tesoura, olhos móveis e Marcador permanente.

Modo de fazer :
a) Corte a garrafa na parte inferior. Descarte a parte inferior.
b) Faça um saci com EVA. Cole um pedaço de fita no gorro do saci e prenda-o na tampa da garrafa. 
c) Cole uma tira de EVA na parte inferior da garrafa para dar acabamento.



6) Porta trecos folclórico 

Materiais: Caixinhas vazias (vários tamanhos), EVA (várias cores), Cola p/ EVA e Isopor, Marcador permanente, Crystal cola, tesoura e cola quente.

Modo de fazer :
a) Encape as caixinhas  com EVA, cada caixinha com uma cor.
b) Faça os personagens com EVA. Cole um em cada caixinha.
c) Coloque a caixinha maior no meio e cole as menores em volta dela.
d) Utilize as caixinhas para colocar tesouras, lápis, canetas, réguas, etc.


7) Coroa da Sereia (tiara) 

Materiais: Tiara fina, EVA, marabu, pérolas, cola p/ EVA e Isopor e tesoura.

Modo de fazer :
a) Recorte em EVA uma coroa da Sereia. Cada criança deverá recortar num formato diferente. Cole-a em volta da tiara.
b) Cole Marabu para dar acabamento e embelezar o trabalho. 
c) Cole algumas pérolas para valorizar ainda mais a coroa.
d) Promova um desfile das “Sereias” da classe.


8) Boi bumbá 

Materiais:  garrafinha plástica de iogurte, EVA preto e branco, Cola para EVA, Cola branca, Crystal cola Brilliant branca, olhos móveis, tesoura, tecido (xita).

Modo de fazer :
a) Recorte um círculo de xita e cole na lateral de uma garrafinha de iogurte (corpo do boi). A garrafinha precisa estar na posição horizontal.
b) Cole a carinha do boi sobre a chita. Faça detalhes com Crystal cola. 
c) Cole o rabinho do boi.
d) Espete um lápis na garrafinha para “segurar” o boi.
e) Deixe as crianças brincarem à vontade com seus boizinhos.

 


9) Iara ou Mãe d’água sobre a pedra 

Materiais:  EVA(várias cores), olhos móveis, pérolas, Marcador permanente preto e vermelho, Crystal cola, parte inferior de garrafa PET, Cola para EVA, cola branca, papel pedra, bandeja de isopor, Tinta acrílica azul, papel nacarado (água) e tesoura.

Modo de fazer :
a) Recorte as partes da Sereia em EVA e cole com Cola para EVA. Faça o rosto com Marcador permanente e olhos móveis. Faça texturas na cauda da Sereia com Crystal cola. 
b) Encape a parte inferior de uma garrafa PET com papel pedra. 
c) Pinte a bandeja de isopor com Tinta Acrílica azul. Cole sobre ela o papel nacarado (água) amassado.
d) Cole a “pedra” sobre a bandeja. 
e) Coloque um palito de churrasco por trás da Sereia e espete na “pedra”.



Objetivos:
a) Fazer com que os alunos conheçam os costumes, tradições, danças, comidas típicas, etc. do povo brasileiro.
b) Proporcionar uma reflexão onde as crianças aprenderão que algumas tradições e costumes são comuns em todas as regiões brasileiras, outras são diferentes de região para região.
c) Desenvolver atividades significativas que façam com que as tradições brasileiras sejam relembradas e que seja entendido seu verdadeiro valor.

Desenvolvimento:
a) Conversa inicial
- Fale com seus alunos sobre as tradições e costumes de um povo. 
- Relembre com as crianças algumas músicas folclóricas.
- Peça que conversem com o pais e avós e perguntem quais são as músicas folclóricas que eles conhecem, quais objetos podem ser considerados folclóricos e de quais regiões do Brasil fazem parte. 
- Coloque o mapa do Brasil na lousa e, junto com os alunos, coloque uma marcação sobre o estado de onde os pais deles vieram.
- Conversem sobre essa migração e os costumes de cada lugar.

b) Ações
- Divida a sala em grupos e peça que cada grupo pequise o folclore de uma região brasileira: comidas típicas, religiosidade do local, danças, músicas, lendas, vestimentas, artesanato, etc. Depois da pesquisa pronta, peça que cada grupo socialize aos demais grupos.
- Proponha que façam atividades como as sugeridas acima para que o tema seja comemorado e, a ele, seja atribuída a real importância.

c) Sistematização da Aprendizagem
- Ao final do trabalho, converse com seus alunos sobre tudo o que foi aprendido.

Técnicas e materiais utilizados
Técnicas – Recorte, colagem e pintura
Materiais - Todas as atividades foram trabalhadas com EVA, materiais reciclados, tecidos, massinhas, Cola para EVA, Crystal cola e Marcador permanente, 

Conteúdos trabalhados
- Linhas, formas, cores, texturas, sobreposição, bi e tridimensão, harmonia, composição e volume.


Ivete Raffa
Arte educadora e pedagoga

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Dia da Bandeira

“Dia da Bandeira

A bandeira de um país é um dos símbolos mais importantes, devendo ser hasteada em todos os órgãos públicos, escolas, secretarias de governo, etc. Deve ser hasteada pela manhã e arriada no fim da tarde. A bandeira não pode ficar exposta durante a noite, a não ser que seja bastante iluminada.

No Brasil, 19 de novembro é o dia da bandeira. A criação da data foi em razão da Proclamação da República, no dia 15 de novembro de 1889, onde a mesma foi apresentada. O Decreto número 4 deu legitimidade à bandeira, como símbolo nacional.

A primeira bandeira do Brasil foi criada em 18 de setembro de 1822, mas como não era oficial, perdeu lugar para o novo modelo. A primeira bandeira hasteada em solo brasileiro foi a da Ordem de Cristo, vinda de Portugal.


O Brasil já teve vários modelos de bandeiras ao longo dos seus 509 anos de existência. No atual, o verde simboliza nossas matas, o azul nosso céu, o amarelo nossas riquezas, as estrelas são os estados do país e o branco a paz. Este modelo foi criado por Raimundo Teixeira Mendes e Miguel Lemos.

A primeira versão da Bandeira era composta por 21 estrelas que representavam 21 estados. Hoje a bandeira tem 27 estrelas.

As bandeiras têm diferentes significados e representam coisas distintas, como grupo, cidade, estado, país, instituição comercial, time de futebol, mas podem apresentar elementos comuns.

As primeiras bandeiras foram vistas nas antigas civilizações, onde os povos as utilizavam para representar seus exércitos, os responsáveis pela defesa do país. Serviam para evitar que os exércitos fossem confundidos com outras armadas. Isso fez com que se evitassem a morte de centenas de soldados, pois os exércitos aliados conseguiam identificar os grupos de soldados que não eram seus inimigos.

Algumas bandeiras apresentam características especiais, de acordo com as tradições do país.

A do Japão é branca, com um círculo vermelho ao centro, que simboliza o sol. Por isso o país é chamado de Terra do Sol Nascente.

A bandeira da Arábia Saudita possui uma frase que quer dizer que no país “existe só um Deus e Mohamed é seu profeta”. 

O Nepal tem uma bandeira com o sol e a lua, que significa que o país existirá enquanto os dois astros existirem. 

Atividades: 

Confeccionar bandeiras ou objetos com as cores da bandeira brasileira.

Objetivos:

a) Conhecer a história da Bandeira do Brasil, o significado das cores e o contexto de sua criação. 
b) Entender os valores que os símbolos nacionais representam. 
c) Expressar-se de forma criativa confeccionando diferentes mimos utilizando as cores da Bandeira do Brasil.

Atividade 01 – Bandeira do Brasil - móbile

Material: papelão, Cola branca, Tempera guache amarelo, azul e verde, Crystal cola Brilliant branca, Tinta Confetti, tesoura, fio elástico prateado.

Modo de fazer:

a) Desenhe uma bandeira brasileira em ¼ de cartolina. 
b) Faça linhas paralelas nas formas geométricas. Recorte. Você terá um retângulo e um losango vazado. Recorte o círculo. 
c) Transfira esses moldes para o papelão, corte duas vezes cada uma. 
d) Junte os dois círculos com cola branca. Entre eles cole o fio elástico prateado. 
e) Cole os dois losangos de papelão, passando o fio por dentro deles. 
f) Por último cole os retângulos, também com o fio passando por ele, de maneira que fique uma sobra que servirá para pendurar o móbile.

Atividade 02 – Bijuterias – “Cores da bandeira” 

Material: Papel mache, Base Acrílica para Artesanato, Tinta Mosaico verde, azul, amarelo e branco, Primer, palito de churrasco e fio elástico para bijuteria. 

Modo de fazer: 

a) Prepare a massa do papel mache, seguindo as instruções da embalagem. 
b) Modele as formas para fazer os pingentes. Faça um furo na parte superior com o palito de churrasco. Espere secar. 
c) Passe uma demão de Primer. Espere secar. 
d) Faça linhas bem fraquinhas sobre a peça para iniciar a pintura. 
e) Sobre as linhas passe Tinta Mosaico branca. Espere secar. 
f) Preencha os espaços com a Tinta Mosaico verde, azul e amarelo. 
g) Passe o fio elástico prata para montar sua bijuteria. 
h) Promovam um desfile com as bijuterias no Dia da Bandeira. 


Atividade 03 – Bandeira do Brasil – Pintura soprada 

Material: Cartolina branca, tinta guache, acrílica ou plástica, água, canudos, papel color set verde, amarelo e azul, cola branca, tesoura, Crystal cola amarelo Mettalic e prata Glytter. 

Modo de fazer: 

a) Dilua as tintas verde, azul e amarelo em água, num copo amarelo, em outro verde e em no terceiro azul. 
 b) Coloque pingos de tinta verde sobre um quarto de cartolina branca e assopre com o canudo em várias direções. Faça dessa forma várias vezes, até que toda a folha esteja marmorizada. 
c) Proceda da mesma forma com o amarelo e o azul. Espere secar. 
d) Corte o retângulo verde e cole sobre um retângulo maior verde de papel color set. Faça a mesma coisa com o losango amarelo sobre o papel color set amarelo e o círculo azul sobre o papel color set azul. Corte deixando uma margem de alguns milímetros. 
e) Finalize com Crystal cola dourada na volta do losango e estrelas prateadas sobre o azul. 

Atividade 04 – Bandeira do Brasil – Camiseta - Pontilhismo 

Material: camiseta, Tinta dimensional verde, branco, amarelo e azul, desenho da bandeira. 

Modo de fazer: 

a) Faça o desenho da Bandeira do Brasil e transfira para a camiseta. 
b) Com Tinta Dimensional nas cores branco, amarelo, verde e azul, faça pontinhos preenchendo os espaços. Espere secar.


Conteúdos trabalhados: 

-  Datas Comemorativas – “19 de Novembro – dia da Bandeira” 
- Hino Nacional Brasileiro e Bandeira Brasileira 
- Valores pátrios 
-  Pontos, Linhas, formas, cores, sobreposição, composição, proporção, textura, harmonia. 

 Técnicas trabalhadas: 

- Móbile da bandeira - Pintura em sucata (papelão) - (Atividade 01) 
- Bijuterias – Pintura com Tinta Mosaico - (Atividade 02) 
- Pintura soprada com canudinhos de refrigerantes - (Atividade 03) 
- Pontilhismo – Pintura em camiseta (Atividade 04)

Possibilidades de trabalho: 

- Converse com seus alunos sobre a Bandeira Brasileira, sobre a importância desse símbolo nacional para cada país e o significado das cores da nossa bandeira. 
- Fale das formas geométricas que existem na nossa bandeira, da proporção entre elas e da colocação delas para a montagem da bandeira. 
- Peça as crianças que pesquisem sobre as estrelas que nossa bandeira possui e o local onde elas são colocadas dentro do círculo. 
 - Relembre o Hino Nacional Brasileiro e fale da importância de cada cidadão conhecer o hino do seu país e saber cantar. Cantem juntos o Hino Nacional. 
- Peça que realizem atividades com as cores da Bandeira brasileira. 
Nota: É importante que não tenha um “modelo” exposto para que o aluno copie. Deixe que seu aluno faça do seu próprio jeito, crie.

Observação: Para saber sobre as demais Datas Comemorativas consulte os livros “Comemorando e Aprendendo” I, II, III e IV de Ivete Raffa – Editora Giracor. 

Dicas:

1. Atividade 01 – Móbile - Ao fazer o desenho das formas da Bandeira, é necessário deixar pelo menos 0,5 cm entre o retângulo e o losango e entre o losango e o círculo para que as formas não se encostem e rodem quando o móbile estiver pendurado.
2. Atividade 01 - Deixe secar bem o guache ou tinta Acrílica para passar a Tinta Confetti. Passe primeiro de um lado, espere secar, só depois passe do outro lado.
3. Atividade 02 – Bijuterias – Faça as formas dos pingentes com o papel mache e coloque pra secar. Ao perceber que secou de um lado, vire para secar do outro lado. Só depois de bem seco passe o Primer e depois a Tinta Mosaico.
4. Atividade 03 – Pintura soprada – Para fazer a pintura soprada dilua a Tinta guache ou acrílica de maneira que nem fique muito grossa e nem tão aguada, assim o efeito ficará mais bonito.

Dia da Pátria -

Dia da Pátria

O Brasil foi descoberto por Portugal em 1.500 e tornou-se colônia daquele país por muitos anos. Como colônia, tinha que acatar o “pacto colonial”, o qual dizia que a colônia deveria obedecer à metrópole (Portugal), sem restrições.

O Brasil não podia fazer nada por conta própria, como leis, escolher governantes ou vender mercadorias para outros países, isto é, não podia tomar nenhum tipo de decisão. Era a época do imperialismo.

Em 1789, em Vila Rica, Minas Gerais, existiam incontáveis minas, de onde eram extraídas muitas toneladas de ouro. Os portugueses, sabendo dessa produção, inventaram um imposto, “o quinto” que obrigava os mineradores brasileiros a enviarem um quinto do ouro extraído durante o ano para Portugal. Quando o ouro começou a diminuir, ficou quase impossível pagar esse imposto.

Nessa época, todos queriam a independência do Brasil e queriam também que nosso país passasse a ser uma república, com a capital em São João Del Rei, cidade de MG. Outra idéia desse grupo de rebeldes era desenvolver indústrias no país, para que o Brasil não dependesse mais dos produtos europeus. Na época, não havia nenhuma universidade no Brasil e o objetivo era construir a primeira universidade brasileira em Vila Rica. Pensavam em estabelecer o serviço militar obrigatório e estimular a natalidade.

A corte de Portugal exigia a volta de D. Pedro I. Há tempos, os portugueses insistiam nessa idéia, pois pretendiam recolonizar o Brasil e a presença de D. Pedro impedia este ideal. D. Pedro responde à corte que não voltaria e proclamou: “Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico”.

D. Pedro convocou a Assembléia Constituinte, organizou a Marinha de Guerra, obrigou as tropas de Portugal a voltarem para o reino. Determinou também que nenhuma lei de Portugal seria colocada em vigor sem o “cumpra-se”, isto é, sem sua aprovação. Além disso, o futuro imperador do Brasil, conclamava o povo a lutar pela independência.

D. Pedro estava em viagem de Santos para São Paulo, quando recebeu outra carta de Portugal que anulava a Assembléia Constituinte e exigia a volta imediata dele para a metrópole. Próximo ao riacho do Ipiranga, levantou a espada e gritou: “Independência ou morte”. Isso aconteceu no dia 7 de setembro de 1822. D. Pedro foi declarado Imperador do Brasil, portanto todos os anos, neste dia é comemorado o Dia da Pátria.


“O grito do Ipiranga” – Pedro Américo – 1888 


Independência da Turma – Maurício de Souza - 200

Atividades: Confeccionar mosaico, pintar relógio, móbile, caixinhas ou personalizar objetos de uso cotidiano com verde e amarelo.

Objetivos:
 a) Conhecer a história do Brasil, do Descobrimento até o dia da Independência 7 de Setembro – “Dia da Pátria”.
 b) Aprender a cantar o Hino Nacional e entender sua importância para os brasileiros. Analisar a Bandeira Brasileira e o significado de suas cores.
 c) Expressar-se de forma criativa confeccionando diferentes mimos utilizando as cores do Brasil.

Atividade 01 – Pintura em madeira – Verde e Amarelo

Material: caixinha de MDF, Tinta Acrílica fosca em dois tons, pincel, Big Canetas Hidrocor amarela, etiquetas adesivas (bolinha) e Tinta Confetti.

Modo de fazer:
 a) Pinte a caixinha de MDF com Tinta Acrílica fosca com verde mais claro. Coloque pouquíssima Tinta Acrílica fosca verde mais escura na ponta do pincel e passe delicadamente sobre a caixinha. Ficará com manchas listradas. Espere secar.
 b) Pinte as etiquetas adesivas (bolinhas) com a Big Canetas Hidrocor amarela. Cole-as na caixinha, menos na tampa.
 c) Passe Tinta Confetti dourada na tampa da caixinha e espere secar.


Atividade 02 – Relógio Mapa do Brasil – Tinta Acrílica e Crystal cola

Material: papelão Paraná, Tinta Acrílica fosca (verde, amarela, azul e branco, Crystal cola verde (Glitter) e azul (Metallic), números de metal de 01 a 12 e relógio (máquina, pilhas e ponteiros).

Modo de fazer:
 a) Recorte no papelão Paraná o mapa do Brasil. Nele risque o losango e o círculo que formam a Bandeira do Brasil.
 b) Pinte as partes de verde amarelo, azul e branco com a Tinta. Espere secar.
 c) Com Crystal cola verde e azul faça pontinhos, linhas ou formas (relevo). Espere secar.
 d) Cole os números de 01 a 12 para formar o relógio.
 e) Fure o centro do mapa do Brasil e encaixe o relógio por trás e os ponteiros pela frente.


Atividade 03 – Mosaico Verde e Amarelo – EVA, Crystal cola e Cola de EVA

Material: Eva verde e amarelo, Cola para EVA, Crystal cola verde e amarela, régua, tesoura e lápis.

Modo de fazer:
 a) Recorte retângulos verdes e amarelos em EVA (Sugestão – 20cm x 15cm).
 b) De para cada criança um retângulo verde ou amarelo. Para a criança que recebeu o retângulo amarelo, dê um pedaço de EVA verde e, a criança que recebeu o retângulo de EVA verde, dê um pedaço de EVA amarelo.
 c) Sugira um tema para que as crianças façam seus trabalhos, “Belezas do Brasil”, por exemplo. As crianças irão recortar o EVA e colar sobre o retângulo. Deverão esperar secar e, depois, dar os acabamentos com Crystal cola verde ou amarela.
 d) Para finalizar, junte todos os trabalhos e monte um mosaico verde e amarelo.




















Atividade 04 – Caderno Personalizado – Tinta Acrílica e Crystal cola

Material: caderno ou agenda, Base branca acrílica para artesanato, Tinta Acrílica fosca verde e amarela, Crystal cola verde e amarela, cartolina, tesoura e lápis.

Modo de fazer:
 a) Tire o espiral do caderno e pinte as capas com Base branca acrílica para artesanato. Se achar que é necessário dê uma segunda demão depois que secar a primeira.
 b) Peça aos seus alunos que desenhem as letras que compõem o nome delas. Eles deverão recortar as letras e montar uma composição na capa do caderno. Riscar.
 c) Pintar as letras e o fundo em verde e amarelo com a Tinta Acrílica fosca.
 d) Contorne com Crystal cola verde ou amarela e complete o trabalho ao seu gosto com texturas e relevo.
 e) Recoloque o espiral no caderno.


Conteúdos trabalhados:
 - Datas Comemorativas – “07 de Setembro – Dia da Pátria” - História
 - Hino Nacional Brasileiro e Bandeira Brasileira
 - Valores pátrios
 - Linhas, formas, cores, sobreposição, composição, proporção, textura, harmonia

Técnicas trabalhadas:
 - Pintura e colagem (Atividade 01)
 - Pintura em sucata e montagem (Atividade 02)
 - Recorte e colagem em EVA e montagem (Atividade 03)
 - Pintura com textura e relevo (Atividade 04)

Possibilidades de trabalho:
 - Pergunte aos seus alunos o que eles sabem sobre o “Dia da Pátria” e porque ele é comemorado no dia 07 de setembro. Conte um pouco da história do descobrimento do Brasil e da colonização pelos portugueses até o Dia do Fico.
 - Relembre o Hino Nacional Brasileiro e fale da importância de cada cidadão conhecer o hino do seu país e saber cantar. Cantem juntos o Hino Nacional.
 - Fale da Bandeira Brasileira, o significado das cores, época que foi criada, as formas geométricas que ela tem e o que ela significa.
 - Fale sobre as cores que representam cada país e que apesar que termos as quatro cores na nossa bandeira (azul, branco, verde e amarelo), as cores que representam o Brasil são o verde e amarelo.
 - Peça que realizem atividades com as cores do Brasil.
 - Exponha os trabalhos e chame os pais para compartilharem com os filhos. Nota: É importante que não tenha um “modelo” exposto para que o aluno copie. Deixe que seu aluno faça do seu próprio jeito.

Observação: Para saber sobre as demais Datas Comemorativas consulte os livros “Comemorando e Aprendendo” I, II, III e IV de Ivete Raffa – Editora Giracor.

Dicas: 
 1. Atividade 01 - Ao invés de utilizar etiquetas de bolinhas, a criança poderá pintar o papel de amarelo e recortar formas geométricas, letras, etc.
 2. Atividade 02 – Aproveite a confecção do relógio para trabalhar o tempo (horas, minutos, segundos).
 3. Atividade 03 - A Cola para EVA não é instantânea, para utilizá-la passe pouca cola e cole sobre a base de EVA. Espere secar e só depois trabalhe com a Crystal cola. Para montar o mosaico é importante que se tenha o número de trabalhos com base amarela e verde iguais.
 4. Atividade 04 – Deixe que as crianças criem as letras do próprio nome, não dê molde. Sugira na lousa, letras que lembram salsichinhas, letras que lembram palitos de sorvete ou outros tipos.

Projeto Dia das Crianças - Datas comorativas

Dia Universal das Crianças

Muitos países comemoram o Dia da Criança no dia 20 de novembro, já que a ONU (Organização das Nações Unidas) reconhece esse dia como o dia Universal das Crianças, pois nessa data também é comemorada a aprovação da Declaração dos Direitos da Criança. Entre outras coisas, esta Declaração estabelece que toda criança deve ter proteção e cuidados especiais antes e depois do nascimento.

Muitos países ainda não possuem uma data específica para se comemorar o Dia da Criança. Outros já definiram essa data, é o caso da Índia, por exemplo, que comemora no dia 15 de novembro.

Em Portugal e Moçambique, a comemoração acontece no dia 1º de junho. Na China e Japão o dia escolhido foi 5 de maio.

A maioria dos países do mundo já possui leis que definem e protegem as crianças e criam situações para que todos freqüentem escolas, tenham alimentação e saúde básica.

Dia da Criança no Brasil 

O Dia da Criança no Brasil, foi criado em 1920 pelo deputado federal Galdino do Valle Filho e foi oficializado pelo presidente em exercício, Artur Bernardes, pelo decreto nº 4867 de 5 de novembro de 1924 que institui o dia 12 de Outubro como o Dia da Criança. A idéia era homenagear as crianças brasileiras.

Em 1960, a Fábrica de Brinquedos Estrela fez uma promoção conjunta com a Johnson e Johnson para lançar a “Semana do Bebê Robusto” e aumentar suas vendas. A estratégia deu certo e fez com que o “Dia da Criança” começasse a ser realmente comemorado. Geralmente se comemora com muitos presentes.

Fonte: “Comemorando e Aprendendo”, vol III – Ivete Raffa – Ed. Giracor 

Atividades: Confecção de lembrancinha para as crianças (confeccionado pelo professor) e painel de valores (confeccionado pelas crianças).

Objetivos:
a) Confeccionar uma lembrancinha para seus alunos (porta canetas e lápis) utilizando materiais recicláveis e EVA (atividade 01 – professor) para estreitar as relações de carinho e amizade entre vocês.
b) Confeccionar um painel coletivo com a representação de cada criança (pintura), a partir da discussão e conscientização dos valores necessários para a formação humana.

Lembrancinha para as crianças – Porta balas



Material: Garrafas pet, EVA, palito de sorvete, cola para EVA, cola quente, tesoura, olhos móveis, Crystal cola, pincéis, Caneta permanente preta, Primer e Tinta Acrílica PVA.
Modo de fazer:
a)  Corte as garrafas pet com altura de 10 cm.
b)  Passe duas demãos de Primer e espere secar.
c)  Com a Tinta Acrílica PVA pinte o copinho (garrafa pet) da cor que preferir. Decore com Crystal cola.
d)  Corte uma tira com 3 cm de largura, pouco menor que o diâmetro do copinho. 
e)  Corte duas mãozinhas e o rosto em EVA bege. Corte os cabelinhos, boné (menino) com EVA de outras cores. Cole as mãozinhas na tira de EVA de 3 cm de largura. Cole os cabelos sobre o rosto, o boné sobre os cabelos e os olhos móveis no rosto (Cola de EVA).
f)  Faça o nariz e a boca com a Caneta permanente preta.
g)  Cole um palito de sorvete por trás do rosto e, em seguida, cole por trás do copinho (a função do palito é manter o rostinho firme).
h)  Cole a tira com as mãozinhas e por baixo do copinho os pés.
i)  Dê acabamento enfeitando com Crystal cola.
j)  Coloque balas ou bombons e presenteie seus alunos no Dia das Crianças.

Lembrancinha para as crianças – Porta pirulitos



Material: EVA, Cola para EVA, olhos móveis, Crystal cola, Caneta permanente preta, batom rosa e pirulitos.

Modo de fazer:
a) Corte flores e miolinhos em EVA.
b) Cole os miolinhos nas flores com a cola para EVA.
c) Coloque a ponta do dedo no batom e faça as bochechas das crianças no miolinho.
d) Com a Caneta permanente faça a boca e nariz. Cole os olhinhos móveis.
e) Faça texturas com Crystal cola ou cola colorida.
f) Cole com dupla face ou cola quente um pirulito chato por trás da flor.
g) Monte uma cesta de flores e presenteie seus alunos.
h) Coloque balas ou bombons e presenteie seus alunos no Dia das Crianças.

Sugestão: Observe outros materiais recicláveis e crie outros tipos lembrancinhas.


Painel coletivo



Material: papelão Paraná, Tinta guache ou Acrílica, Tinta Dimensional preta ou Caneta permanente preta, Crystal cola, Tinta Confetti, pincéis, argolas, prego e martelo.

Modo de fazer:

a) Recorte retângulos de papelão Paraná medindo 10 cm x 17cm.
b) Desenhe-se no centro do retângulo utilizando formas bem simples. Pinte com Tinta Acrílica ou Guache.
c) Com um pincel de cerdas duras (chato) e, com a técnica das batidinhas, pinte o chão.
d) Na parte superior pinte o balãozinho com Tinta Acrílica ou Guache e espere secar. 
e) Faça os contornos e os cabelos com Tinta Dimensional preta ou Caneta permanente preta. Escreva seu nome.
f) Com Crystal cola ornamente as roupinhas.
g) Passe uma demão de Tinta Confetti sobre o balãozinho e, assim que secar, com Tinta Acrílica branca, escreva um dos valores trabalhados em sala de aula.
h) Faça um furinho na parte superior do retângulo (prego e martelo). Passe um fio por dentro, amarre e pendure os trabalhos um ao lado do outro ou monte uma composição plástica onde estejam presentes todos os trabalhos das crianças. 

Conteúdos trabalhados:

- Datas Comemorativas – Dia da criança
- Direitos e deveres – ECA.
- Valores e atitudes.
- Linhas, formas, cores, sobreposição, composição, proporção, harmonia.

Técnicas trabalhadas:

- Pintura chapiscada com mistura de cores (Atividade 01).
- Pintura chapada com texturas (Atividade 02).


Possibilidades de trabalho:

- Fale sobre o Dia da Criança como ele começou a ser comemorado.
- Fales sobre a importância delas para o futuro da humanidade, os direitos e deveres das crianças (ECA), a relação com a família e amigos e sobre os valores necessários para se viver em sociedade.
- Peça aos alunos que troquem idéias com os pais e relacionem os valores e atitudes que todas as pessoas devem ter.
- Proponha que cada criança se represente através da pintura num retângulo de papelão Paraná, que escreva um dos valores trabalhados e que, juntos, montem um painel coletivo de valores.
- Peça às crianças que se reúnam em grupos e discutam situações onde apareçam alguns valores trabalhados em sala de aula. Socializar com os demais grupos.
- Para finalizar, dê a cada criança uma lembrancinha feita pro você. Não esqueça de juntar uma mensagem de carinho.

Observação: Para saber sobre as demais Datas Comemorativas consulte os livros “Comemorando e Aprendendo” I, II, III e IV de Ivete Raffa – Editora Giracor.

Dicas: 
1. Limpe sempre o pincel entre cada demão de tinta.
2. Utilize quantas cores desejar.
3. Passe sempre uma demão de Primer Acrilex antes de pintar qualquer material reciclável.
4. Trabalhe com a Cola de EVA em locais arejados.

sábado, 13 de julho de 2013

Dia do Amigo


Dia do Amigo é comemorado em várias datas no Brasil, mas o 20 de julho é a data oficial do Dia do Amigo, que é ao mesmo tempo o Dia Internacional da Amizade.
O Dia do Amigo é oficialmente comemorado em 20 de julho, e é uma data para celebrar a amizade, e é quando as pessoas trocam presentes, se abraçam e declaram sua amizade umas as outras.
A data foi criada pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro, que com a chegada do homem à lua,  enviou cerca de quatro mil cartas para diversos países e idiomas, pois ele considerava a chegada do homem a lua significava que se os homens se unissem, não haveria objetivos impossíveis.

Origem do Dia do Amigo

O Dia do Amigo e Dia Internacional da Amizade, celebrado a 20 de julho, foi primeiramente adotado em Buenos Aires, na Argentina, através de um Decreto, e depois sendo gradualmente adotado em outras partes do mundo, e hoje quase todos os países comemoram a data.
A primeira comemoração pretendia comemorar a chegada do Homem na Lua, significando que juntos, os povos poderiam conseguir superar desafios quase impossíveis.








fonte: blog ideia criativa


26 de Julho, Dia dos Avós