segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Livro Coletivo

Livro Coletivo



A literatura infantil é um dos caminhos que levam a criança a desenvolver a imaginação, emoções e sentimentos de forma prazerosa e significativa. Sendo assim é muito importante a criança ouvir histórias e ter contato com os livrinhos desde os primeiros anos de vida.
Trabalhar com contos, fábulas e histórias é um rico instrumento de aprendizagem, sem contar que é desafiador, capaz de transformar o indivíduo em um sujeito ativo, responsável pela sua aprendizagem, que sabe compreender o contexto em que vive e consegue modificá-lo de acordo com a sua necessidade.
Existem dois fatores que contribuem para que a criança desperte o gosto pela leitura: curiosidade e exemplo. Dessa forma, os livros deveriam fazer parte de todos os lares como uma geladeira, uma TV ou um computador. Os pais deveriam ler mais para os filhos e para si próprios. Mas o que se vê é que a maioria não leem para os seus filhos e os filhos não veem os pais lendo porque essa não é uma prática rotineira.
Cabe, portanto, à escola, desenvolver na criança o hábito de ler por prazer, não por obrigação. 
Geralmente as crianças não gostam de ler, sendo assim, elas devem ser estimuladas desde a Educação Infantil com a leitura de imagens e a construção de histórias conhecidas ou inéditas para que peguem o gosto.
Através de uma história elas descobrem outros lugares, outros tempos, outros jeitos de agir e de ser, outras regras, outra ética, outra ótica... É ficar sabendo história, filosofia, direito, política, sociologia, antropologia, etc. sem precisar saber o nome disso tudo e muito menos achar que tem cara de aula (ABRAMOVICH, 1997, p.17)
Ouvir histórias é um acontecimento tão prazeroso que desperta o interesse das pessoas em todas as idades. Se os adultos adoram ouvir uma boa história (causos), a criança é capaz de se interessar e gostar ainda mais por elas, já que sua capacidade de imaginar é mais intensa.
Desenvolver o interesse e o hábito pela leitura é um processo constante, que começa muito cedo, em casa, aperfeiçoa-se na escola e continua pela vida inteira, e, cabe à escola oferecer pequenas doses diárias de leitura agradável, de forma natural o que fará com que isso faça parte da vida da criança, da adolescência, da juventude, etc.
Atividade: Criar uma história e montar um livro gigante com diferentes materiais e técnicas.
Objetivos:
a)    Despertar a criança para o mundo da leitura iniciando pela leitura de imagens, em seguida, livros com poucas palavras e por último livros mais complexos..
b)    Criar um livro inédito e coletivo com uma história criada em sala de aula.
Para montar os livros é necessário:
a)    Costurar, isto é, colocar as partes da história na sequência que ela foi contada ou criada.
b)    Fazer marcações na lateral que você escolheu para juntar tudo e montar o livro.
c)    Furar com vazador ou prego grosso de maneira que sejam furadas todas as partes juntas.
d)    Com barbante ou fita “costurar” todas as partes da história.
e)    Se preferir pode colar as partes juntando-as duas a duas e, depois juntar todas elas como se fosse um livro com “lombada”.
f)    Outra possibilidade é fazer uma sanfoninha colando uma tira que une as partes como no plano de aula “Era uma vez um gato xadrez” neste site.
Os Livros coletivos do CEI Ma-Má – Conveniada com a Pref. Municipal de SP.
O CEI Ma-Má de SP trabalha com crianças de 1 a 3 anos e vários projetos são desenvolvidos ao longo do ano. As professoras são orientadas pela Coordenadora Pedagógica Maria Cristina Rodrigues Thomaz , e sob a supervisão da Diretora Enésia de Almeida Bertevello .
Para registrar todo o trabalho, ao término dos projetos a escola monta os livros gigantes. A montagem é feita com as crianças e a professora da sala.
As crianças recortam flores, folhas, peixes, animais e outros, elas pintam, dobram e, com eles, montam as partes de cada livro junto com a professora. A finalização dos livros é feita pela C.P. Maria Cristina Rodrigues Thomaz. 
No projeto “Contação de Histórias”, sempre é elaborado e desenvolvido um livro gigante com a participação das crianças, professoras e coordenadora pedagógica.
O Cei Ma-Má elabora exposições para apresentação dos livros e dos projetos desenvolvidos durante ano.
A escola tem inúmeros livros, vamos mostrar “Os Pintinhos Amarelinhos” um livro feito no tamanho A3 somente com imagens que conta a história abaixo:
 
 Os Pintinhos Amarelinhos
            Numa granja viviam Papai Galo e Mamãe Galinha muito felizes porque logo nasceriam seus pintinhos. Mamãe Galinha, que antes gostava muito de passear, ciscando aqui e ali com suas amigas, não saía do ninho nem por um minuto preocupada em chocar os ovinhos.
Cabia ao Papai Galo a tarefa de trazer no bico o seu alimento, a fim de que não faltasse o calor dela aos ovinhos, que breve se quebrariam para que nascessem os pintinhos.
Certa manhã, ainda dormiam, ouviu-se um crá-crá-crá...Puxa, que bom! Eram os ovos se partindo para que nascessem os pintinhos. Papai Galo, que era sempre o primeiro a levantar para despertar com seu canto o pessoal da granja, gritou logo muito entusiasmado:
- Cocorócocóóóóó...que belezinhas! Nasceram nossos pintinhos!
Mamãe Galinha acordou assustada e cacarejou também, muito contente:
- Cocorócóóóó...um, dois, três, quatro...e começou a contar para ver se não faltava nenhum. Eram quatro e estavam todos lá, piando sem cessar, com muita fome.
Com o aumento da família, o trabalho do Papai Galo e da Mamãe Galinha aumentou bastante. Agora era preciso arranjar mais milho para alimentar os filhotes. Levá-los a passear e tomar sol ensiná-los a andar, a comer, a cacarejar, a comportar-se bem, brincando juntos sem brigar, a serem educados e gentis com todos, para serem estimados e respeitados.
Certo dia Pipi, o mais amarelinho dos pintinhos, voltou correndo para casa e, muito assustado, disse à sua mãe:
- Pi-pi-pi, acabo de ouvir o senhor Chico dizendo que vai levar os pintinhos mais amarelinhos para vender! O que será de mim e de Zuza, que somos os mais amarelos?
- Talvez o senhor Chico não escolha vocês. há outros bem amarelos na granja.
Cisquinho, que era quase branco, teve uma idéia. Chamou seus irmãos e contou-lhes o seu plano.
Senhor Chico começou a separar os pintinhos mais amarelos:
- Este sim, este também, este não, este vai...
Cisquinho e Cocó, seu irmão, não foram escolhidos, pois eram quase brancos. Então, chegou a vez de Pipi e Zuza. Eles estavam tão nervosos! Mas o senhor Chico viu dois pintinhos muito sujos e feios. Sem perceber que eram amarelos, não os escolheu. Viva!
Papai Galo e Mamãe Galinha saíram correndo para se juntarem aos filhos e foram logo perguntando, com uma alegria imensa:
- Como fizeram? De quem foi a ideia?
Pipi respondeu todo contente:
- A ideia foi de Cisquinho. Ele sugeriu que nos sujássemos, de modo que o senhor Chico não pudesse ver a nossa cor.
Zuza completou:
- Ontem, eu e o Pipi, ajudados por nossos irmãos, fomos até o chiqueiro dos porcos, tomamos um banho de lama e ficamos assim sujos!
Papai Galo e Mamãe Galinha abraçaram seus filhotes, comovidos por verem como era grande o amor deles pela família e como se esforçaram para ficar juntos.

Fim
Passo1                                                                                   Passo 2
Origami: Galinha, Galo e pintinhos
a)    Corte um retângulo de maneira que a altura seja o dobro da largura, ex: 7cm de largura e 14 de altura (passo 01). Dobre conforme o esquema acima.
b)    Dobre ao meio (passo 02), você já terá a galinha, galo ou pintinho. 
c)    Dobre as pontas superiores para fazer a cabeça, rabo, etc. Cole olhinhos móveis se tiver ou desenhe. Recorte crista, asa, pés e cole na dobradura para finalizar.
Material: Papel Colorset, Ecocores 21 cores,  Ecocores Criativo (dobraduras), cola branca, tesoura, Crystal Cola e Big Canetas Hidrográficas da Acrilex.
Modo de fazer:
a)    Defina o tamanho da base, se for Ed. Infantil deverá ser feito em cartolina (A2), Ed. Fundamental pode ser feito no tamanho A3.
b)    Conte a história para as crianças (Ed. Infantil) ou leia para Ed. Fundamental I. Façam a interpretação da história e façam as dobraduras da galinha, galo e pintinhos.
c)    Comecem a “reescrever a historia” coletivamente. Façam os quadros, colem e deem acabamento com Crystal cola ou Big Canetas Hidrográficas. 
d)    Juntem as partes e “costurem” ou colem para montar o livro.
e)    Socializem a história e o livro com as demais salas e com os pais.

Conteúdos trabalhados: cores, linhas, formas, simetria, bidimensão, sobreposição, harmonia, sequência, contraste e equilíbrio.  
Técnicas trabalhadas: Recorte, colagem e dobradura (origami).
Possibilidades de trabalho:
a)    Conte ou leia a história para seus alunos (Ed. Infantil) ou peça para lerem se já souberem ler.
b)    Converse sobre a esperteza dos pintinhos para poderem permanecer com a família. Fale sobre esses valores, principalmente sobre a união da família.
c)    Diga a eles que juntos irão reproduzir a história e montar um livro gigante que será compartilhado com toda a escola e suas famílias.
d)    Iniciem as dobraduras da galinha, do galo e dos pintinhos. Façam de acordo com as cores retratadas na história e a quantidade suficiente para colar em todos os quadros.
e)    Recortem as flores, matinhos, etc.
f)    Dividam a história por partes. Comecem a montar os quadros de maneira que tudo fique proporcional e o colorido harmonioso. Colem as partes e façam os acabamentos com Crystal cola e Big Canetas Hidrográficas.
g)    Criem uma capa para a história. Coloquem tudo na sequência.
h)    Façam os furos e “costurem” ou colem as partes do livro.
i)    Socializem com as demais salas e mostrem aos pais a produção do livro coletivo na reunião de pais.

http://www.novaprint.com.br/

As Quatro Estações do Ano

As Quatro Estações do Ano

As estações do ano acontecem por causa da inclinação do eixo da Terra em relação ao Sol. O movimento do nosso planeta em torno do Sol dura um ano. A este movimento dá-se o nome de movimento de translação e a sua principal consequência é a mudança das estações do ano.
Movimento de translação de um planeta é o movimento que ele realiza em torno do sol.
À medida que a terra vai se deslocando e, ao mesmo tempo girando em torno de si mesma (movimento de rotação), ela vai mudando de posição em relação ao Sol, uma parte fica mais exposta aos raios solares do que a outra. 
No mês de dezembro, o Polo Norte fica distante do Sol. Esta é a época em que os países localizados na metade norte do mundo, enfrentam sua estação mais fria, o inverno. Nesse mesmo mês é verão nos países localizadas na metade sul do mundo, como, por exemplo, o Brasil. Nesta época do ano o hemisfério sul, recebe os raios solares mais abundantemente e seus dias são mais longos.
 
As subdivisões do ano baseadas em padrões climáticos são chamadas de Estações do Ano. São elas: Primavera, Verão, Outono e Inverno.

A Primavera tem início com o fim do inverno e antecede o verão. Essa estação apresenta temperatura agradável e é caracterizada pelas belas paisagens formadas pelo reflorescimento da flora, com destaque para as orquídeas, violetas, hortênsias, etc. Acontece no Brasil de 23 de setembro a 21 de dezembro.
O Verão é a estação onde os dias são mais longos que as noites, apresenta temperaturas elevadas e alto índice pluviométrico (chuvas). Esse é o período mais propício para a realização de viagens, em especial para as cidades litorâneas. Acontece no Brasil de 21 de dezembro a 21 de março.
O Outono é a estação do ano que sucede o verão e antecede o inverno. Esse período é marcado pelas mudanças bruscas de temperatura e da cor das folhas das árvores, que começam a amarelar. Acontece no Brasil de 21 de março a 21 de junho.
O Inverno é a estação mais fria, registrando temperaturas negativas e neve em alguns lugares do planeta. As noites são mais longas que os dias, pois a incidência de raios solares é menor. Acontece no Brasil de 21 de junho a 23 de setembro.
 
O homem tem cortado milhões de árvores, jogado toneladas de lixo em locais não apropriados, despejado milhões de litros de esgoto nos rios, matado milhares de animais, enfim, a natureza está sendo mexida de uma forma desrespeitosa e isso está fazendo com que as estações fiquem mudadas, tudo hoje é diferente. Às vezes no mesmo dia vivemos as quatro estações.
Atividade: Representação das quatro estações do ano através da pintura, recorte e colagem sobre Ecotela. 
Objetivos:
a)    Falar sobre as quatro estações do ano de maneira que as crianças entendam o movimento de translação e o que isso ocasiona nas nossas vidas.
b)    Relacionar as diferenças entre uma estação e outra.
c)    Refletir sobre as mudanças climáticas provocadas pela ação humana no meio ambiente fazendo com que as estações do ano não tenham mais seu curso normal.
Atividades: Primavera, Verão, Outono e Inverno
Materiais: 02 Ecotelas, Ecocores 21 cores e Ecocores Textura Visual da Novaprint, Guache Glitter e Metallic, Acrylic colors, Lápis de Cor Aquarelável, Big Canetas Hidrográficas, Crystal cola, tesoura, pincel e Cola branca da Acrilex, cortadores em formato de flor e círculo da Toke e Crie. 
Modo de fazer:
a)    Monte as duas Ecotelas seguindo as instruções da embalagem.
Primavera
a)    Pinte a Ecotela (lado externo - convexo) com Guache Glitter ou Metallic da Acrilex.
b)    Recorte o tronco da árvore no Bloco Ecocores 21 cores marrom e cole sobre a Ecotela. Com o mesmo papel em tons de verde recorte formas desiguais e cole formando a copa da árvore.
c)    Cole o gramado ( Ecocores Textura Visual – verde).
d)    Finalize colando florzinhas cortadas no Ecocores em tons de rosa. Faça os miolinhos com Crystal cola branca.

 
Outono
a)    Pinte a Ecotela (lado interno – côncavo) no verso da Primavera utilizando A tinta Acrylic colors da Acrilex.
b)    Recorte o tronco da árvore e as folhas no Ecocores 21 cores. Cole sobre a pintura.
c)    Recorte os círculos (frutos) no Bloco Ecocores 21 cores vermelho e cole sobre a árvore e no chão. Faça o sol com Crystal Cola Metallic ouro.
Verão
a)    Pinte a Ecotela (lado externo – convexo) com as Big Canetas Hidrográficas. Borrife uma nuvem de água e deixe secar para aquarelar.
b)    Recorte o tronco e as formas da copa e da vegetação no  Ecocores 21 cores. Cole sobre a pintura.

Inverno
a)    Pinte a Ecotela (lado interno- côncavo) no verso do Verão utilizando o Lápis Aquarelável da Acrilex. Borrife uma nuvem de água e deixe secar para aquarelar.
b)    Recorte o tronco, a neve e o boneco de neve no Bloco Ecocores 21 cores. Cole sobre a pintura. Dê acabamento com a Big Caneta Hidrográfica preta e Crystal Cola preta.

Conteúdos trabalhados: cores, linhas, formas, bi e tridimensão, sobreposição, harmonia, contraste e equilíbrio.  
Técnicas trabalhadas: Pintura, Recorte e colagem.
Possibilidades de trabalho:
a)    Converse com os seus alunos sobre as estações do ano e as características de cada uma delas.
b)    Fale sobre as diferenças de temperatura e estações nos diferentes países e explique porque isso acontece.
c)    Propicie uma reflexão sobre a responsabilidade dos seres humanos em relação à irresponsabilidade com o meio ambiente e o que isso provoca nas condições climáticas.
d)    Relacionem atitudes que devemos ter com o meio ambiente para diminuir as situações climáticas de impacto.
e)    Divida a sala em quatro grupos e peça que cada um pesquise melhor sobre as características de uma estação. Socializar.
f)    Cada grupo deverá pintar a estação estudada nas Ecotelas e representá-la com recorte e colagem. Socializar.
g)    Faça um círculo com as crianças e pergunte o que aprenderam com esse projeto.

http://www.novaprint.com.br

Ensinando geometria com as flores

Ensinando geometria com as flores

As flores estão por toda parte e trazem uma sensação maravilhosa para o lugar. De 23 de setembro a 21 de dezembro, comemoramos a Primavera no Brasil e, por onde andamos vemos árvores floridas enfeitando ruas e avenidas, flores nos jardins. Nessa época vemos  um espetáculo de cores que a natureza nos oferece.
As flores possuem cores, formatos e texturas diferentes. Algumas plantas produzem poucas flores, outras nos dão pencas de flores, outras são apenas ornamentais. Nesse plano de aula vamos dar sugestões para que os seus alunos façam flores utilizando as formas geométricas.
Tudo à nossa volta possui forma geométrica, começamos pelo nosso corpo, os objetos e móveis da nossa casa, a própria casa, as coisas que vemos quando saímos de casa, enfim, tudo tem um formato geométrico. Sendo assim, este plano de aula vai unir as formas geométricas e as flores num único tema.
Muitos pintores retrataram as flores: Vincent van Gogh, Monet, Tarsila do Amaral, Aldemir Martins, entre outros.
Uma forma geométrica nada mais é do que um espaço delimitado por uma linha fechada. Pra fazer com que seus alunos entendam melhor leve-os ao pátio da escola. 
a)    Divida-os em duplas. 
b)    Marque alguns pontos no chão com giz, uns distantes dos outros.
c)    Chame as duplas e diga: “Um de vocês fará um percurso e voltará ao mesmo lugar e o outro irá marcando no chão esse caminho”.
d)    Converse com as crianças sobre as diferentes formas que foram criadas.
e)    Mostre que se o aluno não voltar para o mesmo lugar ficará apenas uma linha aberta mas não uma forma geométrica.
f)    Peça aos alunos que observem ao redor e vejam como tudo é composto por formas, algumas com linhas retas, outras linhas curvas, outras mistas.
g)    Elenque as formas geométricas que os alunos já conhecem (triângulo, quadrado, círculo, oval, retângulo...)
h)    Procurem pelo pátio ou imediações da escola plantas e peça que observem as diferenças que existem entre as folhas (formatos, cores, texturas, etc.).
i)    Observem as flores e observem as mesmas coisas. Converse sobre isso com eles.
j)    Diga-lhes que vão confeccionar flores com formas geométricas.


Atividades: Criar flores com papéis utilizando as formas geométricas.
Objetivos:
a)    Trabalhar a beleza de Primavera através da confecção de flores com formas geométricas, contextualizando-as com o livro “Quem vai ficar com o pêssego”, Claude Monet e Vincent van Gogh. Utilize as formas geométricas para confeccionar as flores.
1 – Flor com quadrados – “Quem vai ficar com o pêssego?”
Desenvolvimento do trabalho:
a)    O livro “Quem vai ficar com o pêssego?” da Ed. Callis fala de alguns animais e um pêssego. Cada um quer ficar com o pêssego pra si. 
Um diz que ele é mais alto (girafa) e tem o “direito” de ser o dono do pêssego, o outro (Rinoceronte) diz que é o mais pesado e quem tem o “direito” é ele, o ratinho é o menor e acha que ele deve ter esse privilégio, o crocodilo fala que ele tem a boca maior e o pêssego deverá ser dele....  
E você o que acha? Quem deve ficar com o pêssego? O maior? O mais pesado? O menor? Que tal dividir entre eles?
b)    Com os quadrados de vários tamanhos mostre às crianças que apesar de terem tamanhos diferentes eles são iguais, são quadrados e, que nós, temos tamanhos diferentes, cor de pele, cabelos ou olhos, peso... mas, somos todos iguais perante a Deus, somos humanos.
c)    Corte vários quadrados de tamanhos diferentes sendo dois de cada tamanho e peça aos alunos que alinhem do menor para o maior ou do maior para o menor.
d)    Depois, juntando de dois em dois e vá montando a flor. Procure sempre colocar os quadrados verdes (maiores) por baixo para as folhas.
e)    Com várias flores desse tipo você pode fazer releituras de obras de pintores famosos.

Material: Coleção Ecocores 21 cores, régua, cola, tesoura
Modo de fazer: 
a)    Recorte quadrados em vários tamanhos, sempre dois de cada cor.
b)    Sobreponha-os de dois em dois do maior para o menor para formar a flor.
2 – “Flores” – Aldemir Martins
Desenvolvimento do trabalho:
a)    Fale com os alunos sobre Aldemir Martins. Mostre várias obras e converse com as crianças sobre as características das obras desse pintor.
b)    Mostre a obra “Flores” do artista e, juntos, façam a Leitura formal e interpretativa.
c)    Proponha que as crianças façam a releitura da obra com papéis, recortando e colando sobre a Ecotela. 

 
Material: Ecotela, Coleção Ecocores 21 cores, Papel de seda (Novaprint), tesoura de corte reto, tesoura de picotar (arredondado) e cola branca.
Modo de fazer: 
a)    Recorte um vaso no papel Ecocores marrom e cole sobre a Ecotela montada-a de acordo com as instruções da embalagem. 
b)    Recorte círculos de tamanhos diferentes com o papel Ecocores 21 cores: laranja, amarelo e azul. Cole acima do vaso.
c)    Cole quadrados e retângulos no Papel Ecocores 21 cores verde (folhas). Cole sobre a Ecotela.
d)    Recorte 7 círculos em papel de seda com a tesoura de picotar (arredondado). Dobre em seis partes cada círculo de papel de seda e cole seis sobre um círculo de papel color set, um do lado do outro. Por último cole o sétimo círculo no meio dos seis círculos, colando pétala com pétala para ficar tridimensional.
e)    Cole algumas flores dessas sobre o vaso.

3 – Girassóis do Van Gogh 
Desenvolvimento do trabalho:
a)    Fale com os alunos sobre Vincent van Gogh. Mostre várias obras e converse com as crianças sobre as características das obras desse pintor.
b)    Mostre a obra “Os Girassóis” do artista e, juntos, façam a Leitura formal e interpretativa.
c)    Proponha que as crianças façam girassóis com papel Crepom Crep Pack Novaprint. Ensine-os. Junte os girassóis e monte a obra de Van Gogh. 

 
Releitura da obra “Os Girassóis” feita pelos professores que participaram do curso “Fazendo Arte com os Mestres da Pintura” no Ateliê de Estudo – SP, no dia 30.08.2014.

Material: Papel Crep Pack  Novaprint amarelo, marrom, dourado e verde, cartolina, tesoura, cola branca, jornal e Papel Colorset vinho.
Modo de fazer: 
a)    Recorte um círculo de cartolina para cada girassol.
b)    Corte o Papel Crep Pack amarelo para fazer as pétalas. Deixe 4 cm na parte inferior e corte de forma triangular. Corte duas vezes (pétalas maiores e menores). 
c)    Abra o papel crepom e “franza” com as mãos na parte reta. 
d)    Passe bastante cola no círculo de cartolina e vá colando as pétalas sobre ele. Em seguida, cole a segunda camada de pétalas.
e)    Faça um “botão” com o jornal. Encape com papel crepom Crep Pack marrom, laranja ou dourado. Cole no meio do girassol.
f)    Recorte um vaso com o papel colorset vinho e cole na parede com fita crep. Cole os girassóis sobre o vaso para montar a obra. Finalize recortando folhas com papel Crep Pack Novaprint verde e colando em volta do trabalho.

Conteúdos trabalhados: 
- Linhas, formas, tamanho, proporção, sobreposição, bi e tri dimensão, estética e composição plástica.
- Literatura infantil – Livro “Quem vai ficar com o pêssego?” – Ed. Callis (leitura e escrita).
- Aldemir Martins e Vincent van Gogh – vida, obras, características de suas obras.
- Leitura formal, interpretativa e releituras.
Técnicas trabalhadas: Recorte e Colagem.
Obs: As atividades 01 e 02 foram desenvolvidas pela professora Lucimara Guillen da EMEIEF Darcy Ribeiro de Santo André - SP.

http://www.novaprint.com.br

O bosque das figuras planas


O livro conta a história de Jopeto que ao criar um boneco no computador com figuras planas se surpreende ao perceber que o boneco começa a falar como no conto do Pinóquio construído por Jepeto com pedaços de madeira.
Pinóquio convida Jopeto pra ir com ele conhecer o Bosque das Figuras Planas. Ao chegarem lá são recebidos pela Rainha que avisa aos dois que só pode entrar no bosque o que tiver formato plano, sendo assim, Jopeto fica do lado de fora esperando Pinóquio fazer a visita ao bosque.
Dentro do bosque Pinóquio começa a passear e conhecer o local onde as árvores e folhas tem o formato triangular, depois vai para o espaço onde tudo tem quatro lados: quadrados, retângulos, losangos, paralelogramos, trapézios e quadriláteros não específicos.
Conhece o local onde se concentram os pentágonos regulares e irregulares. Árvores e flores possuem formatos pentagonais (cinco lados) e, depois, vai para o espaço dos hexágonos.
Atravessam o rio e encontram o outro lado do bosque onde tudo tem formatos arredondados (círculos, ovais e formas arredondadas não específicas).
Em cada local que passa pega uma folha e guarda no bolso (triângulo, quadrado.... círculo). A Rainha lhe pergunta porque ele está pegando uma folha de cada formato, ele diz que não está e desconversa. A Rainha diz a ele que não é necessário mentir e cada vez que ele mente o nariz dele crescerá mais um pouquinho, portanto se não quiser que o nariz cresça é preciso dizer a verdade.
Depois o livro traz outra história onde todos os personagens que habitam o Bosque das Figuras Planas se reúnem para uma Grande Festa, O Rei escolhia algumas figuras chamadas de figuras vip e, com elas, no centro da arena era possível construir várias coisas. Num dos dias escolheu algumas figuras que, juntas, formavam o Tangran. Depois de muita dança e diversão cada conjunto de figuras (tangran) formavam diferentes figuras. Numa dessas festas a Rainha se dá conta que as figuras redondas sumiram e vai atrás delas. Encontra-as chateadas, desoladas, se achando inúteis porque hoje tudo se transforma em pequenos quadradinhos no computador, nas máquinas fotográficas, nas imagens (pixels), mas com uma boa conversa faz com que as formas redondas vejam a importância delas no nosso mundo desde o sol, os planetas até as coisas que nos rodeiam e sem elas não teremos boas condições de viver. Mostra que elas também fazem parte do mundo e são importantes.
O livro traz inúmeras sugestões de atividades para serem aplicadas em sala de aula com o objetivo de fixar os conceitos matemáticos enaltecidos nas histórias.
Atividades: Criar o Bosque das Figuras Planas e o Pinóquio utilizando as formas geométricas planas.
Objetivos:
a)    Através do conhecimento da história “O Bosque das Figuras Planas”, entender as figuras geométricas planas e suas nomenclaturas.
b)    Explorar a entender os conceitos matemáticos de forma divertida e integrada com atividades do dia-a-dia.
c)    Reconhecer as diferentes figuras planas.
d)    Criar o bosque de figuras geométricas planas, o Pinóquio e outros personagens utilizando as figuras planas.
1 – Pinóquio
Material: Papelão, Coleção Ecocores 21 cores (Novaprint), Cola branca (Acrilex), tesoura e fio flexível.
Modo de fazer: 
a)    Recorte formas para fazer o Pinóquio (círculo / cabeça e pés), triângulos (nariz, chapéu e mãos), retângulos (corpo, braços e pernas).
b)    Cole as formas em pedaços de papelão. Espere secar. Recorte as formas. O papelão serve para deixar o boneco mais firme.
c)    Faça furinhos nas partes com furador. Junte as partes com o fio flexível. Deixe um espaço entre uma parte e outra para que o boneco tenha movimento.  
2 - Sr. Quadrado / Sr. Círculo / Sr. Triângulo e Sr. Retângulo 
Material: Papelão, Coleção Ecocores 21 cores, Coleção Ecocores Textura Visual, Cola branca e tesoura.
Modo de fazer: 
a)    Recorte formas nos papéis Ecocores 21 cores e Ecocores Textura Visual(círculo, triângulo, quadrado e retângulo). Cole sobre o papelão e recorte.
b)    Recorte formas para fazer os detalhes dos personagens (pernas, braços, rosto, cabelos, etc). Cole sobre as formas para montar os personagens.
3 – Bosque das Figuras Planas.

 
Material: Algodão cru (tecido), Tinta de tecido da Acrilex, pincel chato e largo nº 16, Coleção Ecocores 21 cores e Coleção Ecocores Textura Visual da Novaprint e tesoura.
Modo de fazer: 
a)    Pinte o bosque e o rio com as Tintas de Tecido da Acrilex.
b)    Recorte formas geométricas para fazer as árvores no papel Ecocores 21 cores. Cole sobre o bosque pintado.
c)    Coloque os guardiões do bosque: Dr. Círculo, Dr. Triângulo, Dr. Quadrado e Dr. Retângulo.
d)    Ao lado, coloque o Pinóquio (visitante do Bosque).
4 – Dedoches – Personagens da história “Bosque das Figuras Planas”
Material: Papel Ecocores 21 cores (Novaprint), Ecocores Textura Visual(Novaprint), olhos móveis, Big Canetas Hidrográficas da Acrilex, cola branca e tesoura.

Modo de fazer: 
a)    Faça os personagens da mesma forma que foram feitos os personagens para o Bosque das Figuras Planas. Recorte as formas principais duplas.  Cole somente nas laterais pra que a criança possa colocar o dedo no dedoche e consiga fazer os movimentos.
5 – Painel Bosque das Figuras Planas com imãs 
Material: Papel Ecocores 21 cores (Novaprint), Ecocores Textura Visual(Novaprint), painel  para fotos, Tinta Acrylic Colors da Acrilex, pincel, tesoura, imã de geladeira, cortadores em formato de flores.
Modo de fazer: 
a)    Pinte o painel de fotos com Tinta Acrylic Colors da Acrilex.
b)    Recorte as formas (árvores) e personagens. Cole um imã de geladeira por trás de cada personagem ou árvore.
c)    Coloque as formas sobre o painel. Recorte florzinhas com cortadores e cole sobre o painel.
Obs: Como as árvores e os personagens estão com imã por trás as crianças poderão muda-los de lugar várias vezes.
Observação: As atividades acima foram desenvolvidas pela professora Rosemeire Cinquetti com alunos da Ed. Infantil e Fund. I do Colégio Carlo Arrojado de Praia Grande - SP.

06 – Releitura do livro “O Bosque das Figuras Planas”
Material: Cartolina branca, Coleção Ecocores 21 cores, Coleção Ecocores Textura Visual, Giz de Cera Triangular da Acrilex, tesoura, Cola branca e moldura (papel Colorset vinho).
Modo de fazer: 
a)    Recorte algumas cartolinas em 4 partes (cada ¼ de cartolina será uma parte da história.
b)    Depois de lida e trabalhada a história, divida a sala em grupos e peça que cada grupo monte a história através de quadros com na sugestão a seguir. Cada quadro será um arvoredo de triângulos, outro de quadrado, círculos.... etc.
c)    Pinte o fundo com Giz de Cera Triangular e cole as árvores feitas nos papéis Ecocores 21 cores e Ecocores Textura Visual.
d)    Todos os arvoredos juntos formarão o bosque.
 
Conteúdos trabalhados: 
- Leitura e escrita.
- Linhas, formas, cores, sobreposição, organização e proporção.
Técnicas trabalhadas: Pintura, Recorte e Colagem.
Possibilidades de trabalho:
- Inicialmente converse com seus alunos sobre o que é um ponto, assim que entenderam o conceito, fale que quando um ponto se desloca ele deixa um rastro que chamamos de linha. Existem vários tipos de linhas: retas, sinuosas, quebradas e mistas.
- Fale sobre a possibilidade de uma linha sair de um lugar, dar uma volta e voltar pro mesmo lugar. Ela descreverá uma forma.
- Fale sobre as formas geométricas e onde são encontradas ao nosso redor, na natureza, nas coisas, enfim, em todos os lugares.
- Fale com as formas que possuem 3 lados chamam-se triângulos. As que quatro lados quadriláteros, cinco – pentágonos, seis – hexágonos, formas circulares e ovais. As formas chapadas são chamadas de formas planas as que possuem volumes são os sólidos geométricos.
- Converse bastante sobre todas as formas, peça que tragam exemplos.
- Mostre o livro “O Bosque das Figuras Planas”, conte a história e relembre com eles as formas já conhecidas.
- Divida a sala em grupos e peça que cada grupo faça a releitura do livro.
- Apresente as produções dos alunos aos pais e demais salas da escola.
- ao final do trabalho, faça uma roda de conversa onde as crianças dirão como foi trabalhar com o tema, o que relembraram e o que aprenderam de novo.

                                                                                          Ivete Raffa
                                                                              Arte educadora e pedagoga
http://www.novaprint.com.br/professores/literatura-infantil-o-bosque-das-figuras-planas-ivete-raffa