quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA





O Estatuto da Criança e do Adolescente é conhecido pela sociedade brasileira por ECA (as primeiras letras das palavras Estatuto Criança e Adolescente).

A Lei que deu vida ao ECA é de Nº 8.069, de 13 de julho de 1990 e esta foi sancionada pelo ex-Presidente do Brasil Fernando Collor de Mello.

O ECA nada mais é do que um instrumento de cidadania. Na verdade o ECA é uma lei, fruto da luta de movimentos sociais, profissionais e de pessoas preocupadas com as condições e os direitos infanto-juvenis no Brasil.

O ECA foi especialmente criado para revelar os direitos e os deveres das crianças e dos adolescentes.  Também há neste estatuto os direitos e deveres dos adultos.

O ECA também dispõe sobre a proteção integral das crianças e dos adolescentes. O art. 3° do ECA assegura-lhes a proteção integral que se traduz em todas as oportunidades e facilidades "a fim de lhes facultar o desenvolvimento físico, mental, moral espiritual e social, em condições de liberdade e de dignidade".

O ECA garante que todas as crianças e adolescentes, independentemente de cor, etnia ou classe social, sejam tratados como pessoas que precisam de atenção, proteção e cuidados especiais para se desenvolverem e serem adultos saudáveis.

Antes do surgimento do ECA, existia apenas o Código de Menores (uma lei de 1979), uma lei voltada apenas para os menores de 18 anos, pobres, abandonados, carentes ou infratores.

Vale a pena lembrar ainda que o ECA respeita as demais leis internacionais que mencionam os direitos das crianças e dos adolescentes, como: a Declaração dos Direitos da Criança (Resolução 1.386 da ONU - 20 de novembro de 1959); as regras mínimas das Nações Unidas para administração da Justiça da Infância e da Juventude - Regras de Beijing (Resolução 40/33 - ONU - 29 de novembro de 1985); as Diretrizes das Nações Unidas para prevenção da Delinqüência Juvenil - diretrizes de Riad (ONU - 1º de março de 1988 - RIAD) entre outros.




O ECA coloca o Brasil em posição de destaque entre os demais países do mundo por ser considerado uma das leis mais avançadas na defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes.

Desenvolvimento infantil

As crianças, desde o nascimento, precisam de atenção, carinho e ensinamentos. Elas têm vários direitos assegurados por lei e, a elas, devemos ensinar os deveres para que cresçam com responsabilidade e bom comportamento.

Direitos e deveres das crianças – Assunto para ser conversado com elas

a) Comece o assunto questionando seus alunos sobre o que é um direito e o que é um dever.

b) Pergunte sobre o que eles acham que podemos fazer que pode prejudicar as pessoas que estão a nossa volta.

c) Divida a lousa em duas partes, de um lado escreva os direitos e do outro os deveres.

d) Converse com eles sobre a necessidade de estarmos sempre repensando nossas atitudes.

e) Proponha que façam sugestões para que façamos pequenas coisas que tornam nosso dia a dia melhor.

- Agradecer as pessoas sempre que nos fizerem algo de bom.
- Segurar uma porta aberta para que alguém que esteja com as mãos ocupadas, possa passar.
- Ajudar pessoas idosas a carregar sacolas ou caixas.
- Ajudar pessoas idosas a atravessar uma rua.
- Ajudar pessoas especiais nas atividades escolares e sociais.
- Colaborar nas atividades da casa.
- Fazer os deveres escolares sem que ninguém precise ficar mandando, enfim, vá conversando com as crianças e, junto com elas, façam uma lista dessas sugestões.
     
f) Faça uma lista das “Regras de convivência” em sala de aula. Todas as vezes que uma criança tiver uma atitude que contrarie o que foi combinado, pare o que está fazendo e chame a atenção dela para a regra que foi infringida. Você irá notar que as aulas serão mais facilmente conduzidas pois cada criança participou da lista das regras de convivência, portanto, serão mais respeitosos ao ambiente escolar.
     
g) Proponha às crianças que, artisticamente, façam na cartolina os direitos e deveres das crianças.

Atividades artísticas

Materiais: cartolina, papel Colorset ou Ecocores, Cola branca, Crystal cola (várias cores), Big Canetas Hidrocor, Cola Glitter, Tinta dimensional preta, Giz de cera triangular, tesoura e régua.

Modo de fazer:

1) Peça aos seus alunos que recortem um retângulo de cartolina no tamanho 11 x 7 cm.
2) Dentro desse retângulo eles deverão desenhar um número. Uma criança desenhará o nº 1, outra o nº 2, outra o nº3, etc. Deverão fazer o número de DIREITOS e DEVERES elencados junto com a professora.
3) Cada criança deverá riscar o molde do nº do papel Colorset  ou Ecocores e recortar.
4) Numa folha de cartolina no tamanho A4, peça aos alunos que pintem o chão, flores, céu (fundo) com o Giz de cera triangular.
5) Cole o número num dos lados da folha, sobre o desenho.
6) Cole uma oval ou círculo acima do número (cabeça).
7) Da mesma cor do número cole formas que representarão os tênis.
8) Com Crystal cola faça as texturas sobre o número (corpo) e os tênis.
9) Com Big Canetas Hidrocor faça os cabelinhos dos bonecos, braços, pernas e pescoço.
10) Com a Cola Glitter faça o sol, flores, etc.
11) Com Tinta Dimensional preta, escreva os Direitos e Deveres sobre a cartolina.
12) Monte uma composição plástica com todos os trabalhos.
13) Promova uma discussão sobre o tema com as outras classes e os pais dos seus alunos.







Guache - técnicas diversas

Guache é uma tinta solúvel em água, de secagem rápida, espessa e opaca, que depois de seca permite a sobreposição de outras cores. 

Como usar?

1) O guache dilui-se com água até ter mais ou menos a consistência do azeite.

2) Aplica-se sobre papéis e cartões variados que devem ter algum “corpo” para não esfolarem. 

3) Os pincéis adequados para a pintura com guache são:
- Macios quando a pintura for deslizada
- Chatos e com cerdas médias, quando a pintura for chapiscada. 

4) Os guaches existem em potes de vários tamanhos e cores. Ainda fechado, é importante mexer bastante para que fique uma pasta heterogênea.

5) Quando for misturar uma tinta para obter uma outra cor,  é preciso misturar tudo de uma só vez. Se precisar de mais uma quantidade e for misturar novamente, dificilmente conseguirá obter a mesma cor. Coloque sempre a cor mais clara e, aos poucos, acrescente a cor mais escura até obter a cor desejada.

6) Quando for trabalhar com monocromia é importante saber que devemos colocar o guache branco e, aos poucos, colocar a cor. Misturar até obter o tom que procura. 

7) Teste – Dê algumas pincelas numa folha de papel branco antes de começar a pintar. Note a consistência da tinta, a cor e espessura produzida. Se achar que está muito grossa acrescente algumas gotas de água, se estiver muito líquida, deixe a embalagem por alguns minutos aberta para que a tinta fique melhor.

8) Nunca pinte com pincel sujo.  Sempre que for trocar de cor, lave o pincel.

9) Para contornar os desenhos com a cor preta, utilize lápis de cor ou marcador permanente.



Dicas para pintar

a) Papel 

– Canson – É o tipo ideal de papel para pintar porque a gramatura é bem alta.
- Cartolina – As melhores cartolinas para pintura são as de gramatura mais altas e opacas. Nas brilhantes, o guache não consegue se fixar com qualidade.
- Color Set – Os melhores são os de gramatura maior e opacos para que o guache se fixe bem.
- Cartão – Não é bom para pintura pois é muito brilhante, liso e  o guache não se fixa bem.
- Sulfite – O melhor é o de gramatura 90 porque o de gramatura 75 é muito fino.

b) Ação de pintar - DICAS 

- Quando a criança é bem pequena (Ed. Infantil) deverá ter o primeiro contato com as tintas através da “Pintura a dedo”. Aos poucos, vá sugerindo atividades que utilizem o Guache. As bases devem ser grandes.

c) Erros comuns que as crianças cometem ao pintar

- Contorno em preto – O contorno das figuras pintadas com guache devem ser feitas com Lápis de cor ou Marcador permanente. Deve ser a última coisa a ser feita e, as crianças, geralmente fazem em primeiro lugar e acabam borrando toda a pintura. Fazer o contorno com pincel é muito difícil e só é possível fazer um bom contorno o pincel for bem fininho e a criança tiver uma excelente coordenação motora.


PINTURA COM TINTA GUACHE - POSSIBILIDADES


a) Pintura com Tinta Guache - Deslizada

Consiste em pintar com guache, deslizando o pincel no mesmo sentido, fazendo com que o desenho seja todo coberto.
O pincel ideal para fazer esse tipo de pintura é o pincel macio, ref. 055.

O contorno, nesse tipo de pintura, deverá ser feito com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.


B) Pintura com Tinta Guache - Aguada

Consiste em pintar com guache bem aguado, deslizando o pincel no mesmo sentido ou batendo o pincel de maneira que o desenho seja todo coberto.

O pincel ideal para fazer esse tipo de pintura é o pincel macio, ref. 055.

O contorno, nesse tipo de pintura, deverá ser feito com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.



c) Pintura com Tinta Guache – Chapiscada

Consiste em pintar com guache batendo o pincel sobre o papel, preenchendo todo o desenho.

O pincel ideal para fazer esse tipo de pintura são as brochinhas ou os  pincéis chatos de cerdas médias ou duras, ref. 054.

O contorno, nesse tipo de pintura, deverá ser feito com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.


d) Pintura com Giz de cera branco e Guache

Faça o desenho no papel Canson ou cartolina. Pinte os elementos principais com giz de cera branco. Pinte tudo com guache bem líquido de uma cor só.

Com o pincel limpo e quase seco, tire um pouco do guache no interior dos elementos (pião). Espere secar. Aparecerá o desenho que foi feito com Giz de cera branco.

Contorne com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.



e) Pintura com Guache – Partes raspadas

Pinte todo o trabalho com guache. Utilize o pincel de cerdas macias (ref. 55), nº 08. Depois de seco, passe uma camada de guache azul mais claro sobre o pião pintado de azul e rosa, sobre o pião pintado de vermelho.

Com um palito de sorvete, raspe o guache mais claro. Aparecerá o guache mais escuro que está por baixo.

Contorne os piões com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.


f) Pintura com Guache – Pintura com dedos

Coloque guache num pratinho plástico. Molhe o dedo indicador no guache e vá preenchendo todo o espaço (ponta do dedo).

Pinte o fundo de amarelo. Molhe o dedo indicador com o guache amarelo e vá “puxando” para baixo de maneira que o trabalho fique todo pintado.

Contorne com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.


g) Pintura com Guache – Linhas trançadas

Inicie a pintura pelos piões. Com o pincel chato de cerdas médias ou duras (ref. 054 – nº 08), de pinceladas desencontradas de maneira que a pintura vá ficando toda trançada.

Com o mesmo tipo de pincel, nº 12, proceda da mesma forma para fazer o fundo amarelo. Nesse caso, uma vez que o pincel é mais largo você perceberá que o trançado ficará mais largo.

Contorne os piões com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.


h) Pintura com Guache – Cola branca

Trabalhe com a cola branca dentro dos elementos principais (piões).

Passe guache mais diluído em todo o trabalho.

Passe o pincel limpo e molhado (quase seco) nos piões para “limpar” um pouco o guache. Você verá o trabalha da cola aparecer.
Contorne com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.


i) Pintura com Guache – Extremidade do lápis como pincel

Coloque a Tinta Guache num pratinho plástico. Vá encostando um lápis sem apontar no guache e, com ele, vá cobrindo o desenho. O lápis funciona como um pincel. Pinte os elementos principais (piões) e, depois, o fundo.

Faça o contorno com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.


j) Pintura com Guache – Chapiscado com escova de dentes.

Recorte os elementos da composição plástica (piões) e coloque sobre uma folha de papel Canson ou cartolina branca.

Coloque a Tinta Guache num pratinho plástico, encoste a escova de dentes de forma que o guache entre nas cerdas da escova. Passe os dedos nas cerdas de maneira que a Tinta Guache vá respingando sobre o papel.

Quando secar, faça o contorno dos elementos (piões) com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.


k) Pintura com Guache – Metálico ou Glitter

Pinte todo o trabalho com o Guache Metálico ou Guache Glitter.  Utilize a técnica do deslizamento ou pintura chapiscada. Faça os contornos com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.

Obs: O Guache Metálico e o Guache Glitter produzem excelentes resultados finais. As crianças se encantam quando utilizam o Guache Metálico e veem o resultado brilhante; já o Guache Glitter além da tinta brilhante ainda possui os pontos de glitter.


l) Pintura com Guache – Guache misturado com Cola branca

Misture a Tinta Guache com Cola branca em porções iguais. Pinte todo o trabalho com a técnica que quiser. No exemplo, os piões foram pintados com batidinhas e o fundo com movimentos circulares do pincel.

A Tinta Guache ficará mais encorpada e o resultado ficará semelhante a Tinta Plástica.

Quando secar, faça o contorno dos elementos (piões) com Lápis de cor preto ou Marcador permanente.


m) Marmorização de papel com Tinta Guache – Técnica: saquinho de supermercado.

Coloque sobre o papel Canson ou cartolina porções de Tinta Guache de diferentes cores. Amasse um saquinho plástico de supermercado e, com ele, vá batendo sobre a tinta cobrindo toda a folha.

Quando secar, você poderá utilizar para fazer diferentes trabalhos.


n) Marmorização de papel com Guache – Duplicidade

Coloque porções de Tinta Guache de cores diferentes sobre uma folha de papel Canson ou Cartolina. Coloque outra folha sobre a primeira e, com a mão, aperte e vá espalhando a tinta. Separe as folhas, você perceberá que as tintas se misturaram, novas cores foram formadas e as duas folhas ficaram com o mesmo tipo de marmorização.

Marmorização com glitter – Com o guache ainda molhado, espalhe glitter sobre ele. Espere secar e utilize para fazer cartões, molduras, trabalhos artísticos, etc.

Projeto Dia das Crianças

Dia Universal das Crianças

Muitos países comemoram o Dia da Criança no dia 20 de novembro, já que a ONU (Organização das Nações Unidas) reconhece esse dia como o dia Universal das Crianças, pois nessa data também é comemorada a aprovação da Declaração dos Direitos da Criança. Entre outras coisas, essa Declaração estabelece que toda criança deve ter proteção e cuidados especiais antes e depois do nascimento.

A maioria dos países do mundo já possui leis que definem e protegem as crianças e criam situações para que todos frequentem escolas, tenham alimentação e saúde básica.


Dia da Criança no Brasil

O Dia da Criança, no Brasil, foi criado em 1920 pelo Decreto nº 4867. A ideia era homenagear as crianças brasileiras. 
             
Em 1960, a Fábrica de Brinquedos Estrela fez uma promoção conjunta com a Johnson & Johnson para lançar a “Semana do Bebê Robusto” e aumentar suas vendas. A estratégia deu certo e fez com que o “Dia da Criança” começasse a ser realmente comemorado.



ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente


Foi sancionada pelo presidente da República a Lei nº 8.069, de 13/07/1990, que dispõe sobre a proteção integral à criança e ao adolescente.

A Declaração dos Direitos da Criança dispõe de 10 princípios, os quais definem os direitos das crianças e norteiam as responsabilidades das famílias e do Estado.

Para ter acesso ao ECA entre no site: www.planalto.gov.br/ccivil

Valores Humanos


O comportamento da criança é reflexo da formação recebida em casa e na escola. Para que ela cresça respeitando as pessoas e a si própria, é necessário que desde os primeiros anos de vida seja respeitada, que aprenda a respeitar as pessoas, independente da cor, raça ou condição social, que tenha limites e disciplina, que colabore nos deveres de casa e seja responsável com seus deveres escolares, enfim, vá aprendendo a conviver em sociedade.

Valores humanos são ensinados ao longo do tempo e é necessário muita paciência. Quando a criança já entende comandos, é hora de começar a dar pequenas tarefas a ela como, por exemplo, guardar os tênis em determinado local, guardar os brinquedos ao término da brincadeira, etc.

À medida que ela vai crescendo, é importante que as responsabilidades também cresçam, dessa forma, elas crescerão sabendo da importância que possuem enquanto seres humanos e terão uma boa relação com o que está a sua volta.  

A importância de brincar para o desenvolvimento infantil

Brincar é muito mais significativo do que se pensa. As crianças que brincam estão realizando o desenvolvimento intelectual, motor e afetivo; estão aprendendo a conviver com regras, adquirindo valores, trabalhando a socialização, entre outras coisas. Terão respeito, limites e farão a interação com espaços, pessoas e objetos.

Elas irão aprender a ganhar e perder e, aos poucos, vão aprendendo a conviver com crianças e adultos e se desenvolvem enquanto seres humanos.   

Muitas crianças passam toda a infância sem ter contato com brincadeiras simples e de excelente aprendizagem, é o caso das brincadeiras com “bolinhas de gude”, “peteca” ou “pião”, por exemplo. Essas brincadeiras aparecem retratadas na obra de Peter Brueguel (Alemanha) de 1.560. Outros pintores, ao longo dos séculos também retrataram as mesmas brincadeiras de formas diferentes Hokusai (Japão 1.880), Cândido Portinari e Milton Dacosta (Brasil – 1.950).

Com a violência que está presente em todas as partes do mundo, os pais procuram proteger seus filhos dando-lhes TV, videogames, preenchendo os horários das crianças com aulas de karatê, balé, informática, entre outras atividades. Elas passam toda a infância sem conhecer as brincadeiras que os pais e avós tanto se divertiram na infância.


“Brincadeiras Infantis” – Pieter Brueguel - 1560




Lembrancinhas para presentear as crianças

1) Embalagens para embalar lembrancinhas

Materiais: 

TNT, feltro de várias cores, Super cola pano, Tinta Dimensional  preta, verde, branca e amarela, tesoura, fitas e lembrancinhas.

Modo de fazer:

a) Recorte um retângulo de TNT para fazer a embalagem.
b) Recorte uma oval em feltro para fazer a cabeça do menino ou da menina. Recorte as roupinhas e os tênis em feltro colorido. Cole sobre o TNT.
c) Com Tinta Dimensional preta, faça os contornos, pescoço, braços, pernas e laços dos tênis.
d) Faça texturas com Tinta Dimensional verde, branco e amarelo.
e) Coloque a lembrancinha no centro do TNT e dobre o conforme mostram as fotos.
f) Finalize com um laço.





2) Porta-pirulitos

Materiais: 

EVA, Cola de EVA, Canetas Acrilpen, palitos de churrasco, tesoura, cola quente e fita.

Modo de fazer:

a) Recorte um círculo de EVA branco (+ ou – 8 cm  de diâmetro).
b) Cole o círculo branco sobre um círculo de EVA colorido. O círculo clorido deverá ser maior que o círculo branco.
c) Pinte o menino ou menina no EVA branco. Utilize as Canetas Acrilpen.
d) Cole o palito de churrasco por trás do círculo colorido. Utilize a cola quente.
e) Com cola de EVA, cole outro círculo colorido por trás do palito para dar um bom acabamento.
f) Finalize colando um laço.



3 – Agenda

Materiais: 

Agenda, EVA branco, Lápis de cor aquarelável, Marcador permanente preto, Canetas Acrilpen, Crystal cola Brilliant branca e Cola transparente.

Modo de fazer:

a) Corte um retângulo de EVA branco no tamanho da capa da agenda. Cole-o com cola transparente na capa da agenda.
b) Faça o desenho no EVA. Passe o Marcador permanente preto sobre o desenho.
c) Pinte o desenho usando lápis aquarelado molhado ou Canetas Acrilpen.
d) Finalize fazendo texturas com Crystal cola.




4 – Marcador de livros 

Materiais: 

EVA de branco e de uma outra cor que seja contrastante, Cola de EVA, fita, Marcador permanente preto, Canetas Acrilpen e Tinta Confetti

Modo de fazer:
a)  Recorte o marcador no EVA branco. Recorte outro marcador no EVA da cor contrastante de maneira que ele tenha 0,5 cm a mais de cada lado. Cole um sobre o outro com a Cola de EVA.
b)  Faça o desenho sobre o EVA branco com o Marcador permanente preto e escreva o nome da criança que irá receber o marcador. Pinte todo o trabalho com as Canetas Acrilpen.
c)  Sobre a pintura colorida passe Tinta Confetti.
d)  Faça um furo na parte superior do EVA e passe uma fita.



5 – Latas decoradas 

Materiais: 

Latas vazias, EVA branco, Lápis aquarelável, Marcador permanente preto, Canetas Acrilpen, cola quente e tesoura.

Modo de fazer:

a) Recorte um retângulo para cobrir a lata.
b) Pinte o fundo com Lápis aquarelável  com a ponta molhada.
c) Contorne o desenho com o Marcador permanente preto. Pinte o desenho com Canetas Acrilpen. Espere secar.
d) Cole o retângulo na lata com cola quente (manuseada pelo professor)
As latas servirão para colocar lápis de cor, canetinhas, tesourinhas, etc.



6 – Representando os alunos da sala

Materiais: 

EVA de várias cores, inclusive branco, Cola de EVA, Tinta Acrílica Fosca/Mate (várias cores), Marcador permanente preto, Tinta Confetti, pincel ref. 054, nº 10, fitas e tesoura.

Modo de fazer:

a) Recorte vários círculos no EVA branco e vários nos EVAs coloridos. Os círculos coloridos devem ser maiores que os brancos.
b) Cole sobre cada círculo colorido, um círculo branco. Utilize a Cola de EVA. Faça o desenho no EVA branco (meninos e meninas).
c) Com pouquíssima tinta acrílica (verde – tom que mais gostar) no pincel, pinte a parte inferior do Eva branco com batidinhas bem suaves.
d) Faça o contorno do desenho com Marcador permanente preto. Pinte todas as partes com Tinta Acrílica da cor que escolher.
e) Pinte algumas partes com Tinta Confetti. Cole os olhinhos móveis.
f) No “Dia das Crianças”, pendure todos os círculos pintados numa parede da classe. As crianças, ao entrar na sala, ficarão surpresas com o carinho da professora ao representá-las. Quando terminar a semana, presenteie cada criança com o seu círculo.





Atividades:


As atividades acima sugeridas serão feitas pela professora para presentear seus alunos.

Objetivos:

a) Conversar com as crianças sobre a importância delas como cidadãos transformadores da sociedade.
b) Falar sobre os direitos e deveres que elas tem.
c) Trabalhar os valores que devem ter em relação aos pais, vizinhos, colegas e demais pessoas que convivem.

Como trabalhar:

a) Converse com seus alunos sobre o ECA. Antes de dizer quais os direitos e deveres que possuem, pergunte se eles sabem quais são esses direitos e esses deveres.
b) Fale sobre os valores que todos devem ter e desenvolver a cada dia.
c) Converse sobre a importância de brincar. Relembre as brincadeiras infantis. Proponha situações para que seus alunos brinquem e, se não conhecerem determinadas brincadeiras, que aprendam.
d) Converse sobre o que acharam de brincar dessa forma (amarelinha, corda, barra manteiga, pé de lata, bilboquê e outras).
e) Confeccione algumas lembrancinhas para presentear seus alunos.
f) Prepare uma festa para as crianças e presenteie-os com as lembrancinhas que confeccionou.

Projeto Primavera

Primavera

Para saber mais sobre “Primavera” e ter outras ideias, entre em “Datas Comemorativas” – Edição nº 01 do site – link “Educadores”. Você encontrará a história da data, como trabalhá-la com as crianças e mais atividades.

Flores com sucata – A ideia é comemorar a Primavera decorando a sala de aula, a escola ou presenteando pessoas queridas com materiais recicláveis, entre eles utilizamos: papelão, rolinhos de papel higiênico, bandejas de isopor, sacolinhas plásticas e outros.

1 – Cartão - Buquê de flores
Materiais:  Tinta Nanquin vermelha, amarela e branca, Crystal cola Brilliant branca, Cola branca, Guache verde, pincel ref. 054, nº 08, tesoura, papel color set azul, cartolina branca e cortador em formato de flor.
Modo de fazer :a) Marmorização de papel – Molhe ¼ de folha de cartolina branca com água, respingue Tinta Nanquin em locais diferentes (vermelho, amarelo e branco). Mexa a folha para se as tintas se misturem. Espere secar.
b) Corte um retângulo de cartolina e dobre-o ao meio.
c) Com pouquíssimo guache verde no pincel, dê batidinhas na frente do cartão para ficar como fundo do buquê. Corte um triângulo no color set azul e cole na frente do cartão.
d) Corte várias flores no papel marmorizado com Tinta Nanquin, para isso utilize o cortador em formato de flores. Cole as flores na frente do cartão.
e) Para finalizar faça os miolinhos das flores com Crystal cola Brilliant branca.
f) Faça lindos cartões e presenteie as pessoas queridas no início da Primavera.


2 - Flor – Rolinhos de papel higiênico
Materiais:  rolinhos de papel higiênico (1 rolinho para cada flor), Base acrílica para artesanato, Guache ou Tinta Acrílica, Crystal cola glitter verde, Crystal cola Metallic dourado solar , papelão, pincel, tesoura, palitos de churrasco, crepom verde e cola branca.
Modo de fazer :g) Divida os rolinhos de papel higiênico em 5 partes iguais, você terá cinco aros com 2 cm de largura. Passe uma demão de Base Acrílica e deixe secar.
h) Pinte os aros com Guache ou Tinta Acrílica.
i) Recorte um círculo em papelão. Passe uma demão de Base Acrílica para artesanato e, depois, pinte com Guache ou Tinta Acrílica branca. Faça texturas com Crystal cola.
j) Recorte folhas. Passe Base Acrílica para artesanato e pinte com guache. Coloque em uma folha Crystal cola verde. Coloque outra folha por cima da primeira, aperte um pouco para que a Crystal cola se espalhe.
k) Cole os aros no avesso do miolo da flor. Encape o palito de churrasco com o crepom, cole atrás da flor. Cole as folhas no palito.

 

3 – Vitória Régia – Rolinhos de papel higiênico
Materiais: rolinhos de papel higiênico (1 e ½ rolinho para cda flor), papelão, Base acrílica para artesanato, Guache ou Tinta Acrílica, Crystal cola ouro, cola branca, tesoura e pincel. 
Modo de fazer :a) Recorte os rolinhos de papel higiênico pela metade.
b) Em cada uma das metades, na parte superior, recorte os bicos das flores e folhas.  Utilize duas metades para cada flor e uma metade para folhas. Flores, bicos mais finos e folhas, bicos mais largos.
c) Passe Base acrílica, espere secar e pinte com Guache ou Tinta Acrílica, flores amarelas e folhas verdes
d) Miolo - Corte um círculo de papelão que caiba dentro do rolinho. Passe Base acrílica, pinte com Guache branco ou Tinta Acrílica. Faça texturas com Crystal cola ouro.
e) A flor é composta de duas partes, portanto, coloque uma dentro da outra e, dentro delas o miolo. Dobre as pétalas para dentro e, na outra camada, para fora.
f) Coloque a flor dentro do rolinho com pontas (verde) que formam as folhas. As folhas serão dobradas para fora.


 

4 – Margaridas - Papelão
Materiais: papelão, Base Acrílica para Artesanato, Guache ou Tinta Acrílica, Crystal cola Metallic verde, Tinta Confetti, pincel, tesoura e Cola branca.
Modo de fazer :a) Recorte as margaridas, os miolos e folhas no papelão. Passe Base Acrílica para artesanato.
b) Pinte com Guache ou Tinta Acrílica - Folhas verdes, margaridas brancas, miolos amarelos.
c) Pinte os miolos das flores com Tinta Confetti. Faça texturas nas folhas com Crystal cola.
d) Cole os miolos nas margaridas e as folhas por trás das flores.


5 – Gérberas – Rolinhos de Papel higiênico
Materiais:  rolinhos de papel higiênico (um para cada flor), Primer, Guache ou Tinta Acrílica, Crystal cola Metallic Branco, Cola branca, palito de churrasco, papel de seda ou papel toalha, tesoura e papel crepom verde.
Modo de fazer :a) Pinte cada rolinho com a Base Acrílica para artesanato e espere secar.
b) Recorte tirinhas com 0,5 cm de largura dos dois lados do rolinho de papel higiênico (pétalas da flor). Deixe 2 cm no meio do rolinho sem cortar.
c) Pinte o rolinho com Guache ou Tinta Acrílica. Espere secar e dobre as pétalas para fora.
d) Na parte interna do rolinho coloque papel de seda branco ou papel toalha. Faça texturas com Crystal cola.
e) Encape o palito de churrasco com papel crepom. Espete na flor.


6 - Rosas – Sacolinhas plásticas
Materiais:  sacolinhas plásticas, Tinta Acrílica, pincel, tesoura, tesoura de picotar, palito de churrasco, linha de bordar e papel crepom verde.
Modo de fazer:a) Recorte várias pétalas de rosa no plástico e algumas folhas (sacolinhas). As folhas deverão ser cortadas com tesoura de picotar.
b) Pinte as pétalas com Tinta Acrílica com a técnica das batidinhas (pinceladas). Espere secar. Pinte as folhas.
c) Enrole a primeira pétala na ponta do palito de churrasco e amarre com linha de bordar. Vá colocando as pétalas duas a duas (uma de frente para a outra) e vá amarrando.
d) Coloque três ou quatro camadas de pétalas.
e) Encape o palito de churrasco e, ao encapar, vá inserindo as folhas.
f) Abra as pétalas para dar formato a rosa.
 

Série obras de arte - Pablo Picasso

Pablo Picasso
          
O artista Pablo Picasso nasceu em Málaga na Espanha em 1881. Fez seus estudos na cidade de Barcelona, porém trabalhou muito na França. Desde muito pequeno já se destacava quando desenhava. Expressou-se em diversas áreas das artes plásticas: pintura, escultura, artes gráficas e cerâmica. Picasso é considerado um dos mais importantes artistas plásticos do século XX.
Suas obras podem ser divididas em várias fases, de acordo com a valorização de certas cores. A Fase Azul (1901-1904) foi o período onde predominou os tons de azul. Nesta fase, o artista dá uma atenção toda especial aos elementos marginalizados pela sociedade. Pintou a solidão, a morte e o abandono.

1) O violonista cego – 1903
2) A vida - 1903
3) A tragédia - 1903

Ao se apaixonar por Fernande Olivier suas pinturas mudam de azul para rosa, inaugurando a Fase Rosa (1905-1907), predomina as cores rosa e vermelho, e suas obras ganham uma conotação lírica. Nas suas pinturas retrata bastante o mundo do circo, pinta acrobatas, dançarinos e arlequins.
“Família de saltimbancos” - 1905
“As Donzelas de Avignon” - 1907

Recebe influência do artista Cézanne e desenvolve o estilo artístico conhecido como Cubismo. O marco inicial deste período é a obra “Les Demoiselles d´Avignon” (1907), cuja característica principal é a decomposição da realidade humana.

Obs: Abordaremos melhor o Cubismo nas próximas edições.

Entre o começo e o fim da 2ª Guerra Mundial (1939-1945), dedica-se também à escultura, gravação e cerâmica. Além disso, sua dedicação à arte escultórica era esporádica. Cabeça de Búfalo, Metamorfose é um grande exemplo de seu trabalho com esse meio. É considerado um dos pioneiros em realizar esculturas a partir de junção de diferentes materiais.

Em 1937, no auge da Guerra Civil Espanhola ( 1936-1939), pinta seu mural mais conhecido: Guernica. Esta obra já pertence ao expressionismo e mostra a violência e o massacre sofridos pela população da cidade de Guernica.
“Guernica” - 1937

Na década de 1940, volta ao passado e pinta diversos quadros retomando as temáticas do início de sua carreira. Neste período, passa a dedicar-se a outras áreas das artes plásticas: escultura, gravação e cerâmica. Já na década de 1960, começa a pintar obras de artes de outros artistas famosos (releituras): O
“Almoço Sobre a Relva” de Manet e “As Meninas” do artista plástico Velázquez, são exemplos deste período.

Já com 87 anos, Picasso realiza diversas gravuras, retomando momentos da juventude. Nesta última fase de sua vida, aborda as seguintes temáticas: a alegria do circo, o teatro, as tradicionais touradas e muitas passagens marcadas pelo erotismo. Morreu em 1973 numa região perto de Cannes, na França.

D. QuixoteLivro escrito por Miguel de Cervantes e conta que o protagonista da obra é Dom Quixote, um pequeno fidalgo castelhano que perdeu a razão por muita leitura de romances de cavalaria e pretende imitar seus heróis preferidos. O romance narra as suas aventuras em companhia de Sancho Pança, seu fiel amigo e
companheiro, que tem uma visão mais realista. A ação gira em torno das três incursões da dupla por terras de La Mancha, de Aragão e de Catalunha. Nessas incursões, ele se envolve em uma série de aventuras, mas suas fantasias são sempre desmentidas pela dura realidade. O efeito é altamente humorístico.
As figuras de D. Quixote, de Sancho Pança e do cavalo de Dom Quixote, Rocinante, rapidamente conquistaram a imaginação popular. No entanto, os críticos contemporâneos da obra não a levaram tão a sério como as gerações posteriores.
Dom Quixote provou ser uma notável fonte de inspiração para os criadores em outros campos artísticos. Desde o século XVII que se têm realizado peças de teatro, óperas, composições musicais e bailados baseados no Dom Quixote. No século XX, o cinema, a televisão e os cartoons inspiraram-se igualmente nesta obra. Dom Quixote inspirou ainda artistas como William Hogarth, Francisco Goya, Honoré Daumier e Pablo Picasso.
 “D. Quixote” – Pablo Picasso - 1955



Atividades: Pinturas que representam a obra “D. Quixote”, utilizando diferentes materiais.
Objetivos:a) Conhecer a vida, as obras  e as fases de Pablo Picasso, seu estilo e os temas por ele desenvolvidos.
b) Inspirar-se nas obras desse artista e criar novas obras com diferentes materiais.
c) Conhecer a história do livro “D. Quixote” de Miguel de Cervantes, conhecer a obra inspirada nessa obra, feita por Pablo Picasso e refazê-la com diferentes materiais, diferentes paisagens, etc.
Desenvolvimento dos trabalhos  - Pergunte aos seus alunos se conhecem Pablo Picasso.
- Proponha que pesquisem sobre o pintor, suas fases, o tipo de obras e cores que ele utilizava na elaboração de suas obras.
- Fale a importância desse pintor, precursor do cubismo no mundo. Mostre as obras e diga, que nesse momento, trabalharão com a obra “D. Quixote” (não mostre a obra ainda para os alunos).
- Fale do livro de Miguel de Cervantes “D. Quixote”. Conte a história para os seus alunos.
- Proponha às crianças que encenem situações que lembrem as passagens da obra D. Quixote.
- Mostre às crianças a obra “D. Quixote” feita por Picasso em 1955. Pergunte a elas o que vêem na obra (tipos de linhas, cores, formas, etc).  Que sentimento vem à tona ao ver a obra de Picasso?
- Proponha que criem um cenário (campo, cidade, estrada, outros), pode ser pintura, recorte e colagem, etc. e, sobre ele, pinte “D. Quixote e Sancho Pança”.
- Faça uma roda de conversa onde as crianças contarão o que aprenderam com o desenvolvimento da atividade, como foi o processo de criação, quais os novos conteúdos aprendidos e quais os relembrados.
Conteúdos trabalhados:- Picasso – vida, obras, fases e estilo
- Leitura formal, interpretativa e releitura de obra de arte.
- Linhas, formas, cores, composição, sobreposição, textura, movimento, volume, harmonia, bi e tridimensionalidade.
Técnicas trabalhadas / Materiais:- Atividade 01 – “D. Quixote” – Pintura aquarelada – Lápis aquarelável + Big Canetas Hidrográficas
- Atividade 02 – “D. Quixote” – Pintura com Guache respingado – Guache
- Atividade 03 – “D. Quixote e Sancho Pança” – Pintura em contraste – Guache Glitter + Marcador permanente
- Atividade 04 – “D. Quixote e Sancho Pança” – Pintura sobre juta – Crystal cola
Possibilidades de trabalho interdisciplinar:- Artes – História da Arte e todos os conteúdos das artes plásticas.
- Teatro – Representação / Improvisação
- Língua portuguesa – Conhecimento do livro “D. Quixote” – Miguel de Cervantes

Atividades – sugestões
01 – D. Quixote e Sancho Pança – Pintura sobre aquarela
Material: Lápis de cor Aquarelável, Big Canetas Hidrográgicas, cola branca ou transparente, cotonete, água, papel color set preto, cartolina branca, régua e tesoura.
Modo de fazer:a) Pinte o céu com Lápis de cor Aquarelável. Passe o cotonete molhado em água para aquarelar a pintura. Espere secar.
b) Com a Big Caneta Hidrocor preta, pinte sobre a aquarela o desenho de d. Quixote e Sancho Pança.
c) Faça uma moldura no papel color set preto e cole sobre o trabalho para finalizar e deixar com bom acabamento.


02 – D. Quixote – Pintura com guache respingado
Material: Guache cores diversas, cola branca, escova de dentes, cartolina branca, papel color set preto, tesoura, régua, pratinho plástico e desenho da obra “Don Quixote e Sancho Pança”.
Modo de fazer:a) Risque a obra ou parte dela sobre uma cartolina, recorte.
b) Coloque o recorte sobre a cartolina.
c) Coloque guache num pratinho plástico da cor que escolher. Passe a escova de dentes sobre o guache e, com os dedos, vá espirrando sobre a cartolina.
d) Espere secar e retire a cartolina recortada com os personagens da obra. Onde o recorte estava ficará branco, mostrando o desenho de D. Quixote.
e) Faça uma moldura com o papel color set preto e a régua. Recorte e cole sobre o trabalho.

 

03 – D. Quixote e Sancho Pança – Pintura em contraste 
Material: Guache Glitter, Marcador permanente preto, Cola branca, pincel, régua, papel color set preto e cartolina branca. 
Modo de fazer:a) Recorte um retângulo de cartolina branca. Nele, pinte uma paisagem com o Guache Glitter (técnica das batidinhas). Espere secar.
b) Transfira o desenho de D. Quixote e Sancho Pança sobre a paisagem. Pinte com Marcador permanente preto.
c) Faça uma moldura para dar melhor acabamento. 
 

04 – D. Quixote e Sancho Pança – Pintura sobre juta
Material: Crystal cola brilhante preta, juta, papelão, desenho da obra em cartolina branca, papel color set preto, tesoura e cola branca.
Modo de fazer:a) Recorte um retângulo de papelão. Encape com color set preto.
b) Cole o desenho da obra que esta na cartolina branca sobre o color set preto, deixando uma moldura dos lados.
c) Encape com juta.
d) Pinte a obra com a Crystal cola preta. Faça pespontos com a Crystal cola para dar acabamento.